Mãos ao ar

Blogue de discussão desportiva. Qualquer semelhança entre este blogue e uma fonte de informação credível é pura coincidência e não foi minimamente prevista pelos seus autores. Desde já nos penitenciamos se, acidentalmente, relatarmos uma informação com um fundo de verdade. Não era, nem é, nossa intenção.

terça-feira, fevereiro 17, 2009

O Activo Tóxico


Declaração de interesses. Está na moda, e é chique, começar uma crónica com uma declaração de interesses, por isso, cá vai: não tenho qualquer interesse pelo Fábio Rochemback. Corrijo: declaro que tenho muito interesse que a bola gorda rebole rapidamente para longe do Sporting.
Agradeço que respeitem o facto de ter passado muito tempo na biblioteca a tentar documentar estatisticamente o fraco contributo do brasileiro. É verdade que dois terços do tempo foram consumidos a tentar descobrir como funcionava o computador de pesquisa. Mas depois também li jornais durante uns minutos.
***
Há um ditado espanhol que reza qualquer coisa como isto: éramos muitos na família, mas ainda foi à avó que pediram para parir! Não sei se o João Moutinho sabe falar castelhano, mas imagino que lhe passe igual frustração pela moleirinha das muitas vezes em que tem de voltar para trás a nove, correndo desalmadamente para compensar uma das muitas ocasiões em que o Rochemback se baldou. Ou falhou um passe grosseiro. Ou não teve pedalada para acompanhar um Diakité magrinho desta vida.
Recorrendo ao baú da memória, reconheço que nem sempre foi assim. No Verão de 2003, com o apoio do Custódio (que corria o que o Rocha não conseguia), a troca do Quaresma pelo Rochemback parecia promissora. Dotado de uma capacidade física empolgante e de uma rapidez de disparo digna dos melhores pistoleiros, o colosso adiposo valia o seu peso em ouro.
Como nas histórias românticas, lembro-me com precisão do dia do primeiro golo do Rocha pelo Sporting. Foi num Sporting-Belenenses, jogado a 23 de Agosto de 2003. Marcou de penalty, num épico 4-2. As redes quase se rasgaram com a velocidade e confiança com que o brasileiro rematou. O estádio veio abaixo de alegria. Os sportinguistas esfregaram as mãos, antecipando muitos momentos como aquele. E eu? Eu não estava lá. À mesma hora em que o meu ídolo marcava o golo, forçavam-me a cortar o bolo do meu casamento. Dizem-me que era de fios de ovos e chantilly. Soube-me a fel.
Desforrei-me uma semana mais tarde. Uma praia paradisíaca e deserta no Pacífico. Sol e água quente. A mulher dos meus sonhos. Com o dedo do pé, escrevi na areia a apaixonada mensagem de amor: ROCHEMBA… Não consegui acabar. Atacaram-me com uma geleira azul cheia de tupperwares com talhadas de melão. Tentei completar a mensagem mais tarde, mas é muito mais difícil manobrar o dedo do pé com uma tala.
Hoje, é com pena que reconheço que o Rochemback que o Middlesbrough nos devolveu no Verão passado é um produto defeituoso. Tornou-se o activo tóxico da equipa. Na verdade, de activo, já tem muito pouco. É o passivo tóxico do Sporting, se quiserem.
Desvalorizou-se e desvaloriza tudo em redor. Compromete a equipa com a sua lentidão exasperante. Obriga os colegas a esforço suplementar para vigiar as suas (largas) costas. E traz nada, ou quase nada, ao ataque. De memória, recordo apenas uma assistência na Reboleira.
Vejo-o em campo e suspiro pelo Bibendum, o popular boneco da Michelin, que sempre se mexia mais. O lance do Sporting-FC Porto, da Traça de Portugal (este ano, a Traça não tem qualquer relevância, bem entendido), foi paradigmático. O Hulk a sprintar e o Roca, esbaforido, suplicando-lhe que abrandasse, enquanto a pança funcionava como lastro. O Bibendum, estou certo, teria rebolado para cima do brasileiro do FC Porto.
Rochemback tornou-se deprimente. Talvez não tão deprimente como o dia em que o Luís Represas decidiu fazer rimar “Sagres” com “Sabes”, mas muito deprimente, de qualquer maneira.
Na semana do importante Sporting-Benfica, faço pois o meu primeiro apelo ao Paulo Bento: não uses o Rochemback no derby.
Já te ligo para dar o resto da táctica.

15 Comments:

At terça-feira, 17 fevereiro, 2009, Blogger JNFdisse...

A rima só é deprimente porque o Sporting está de relações cortadas com a Sagres. Senão, já era a melhor rima do Mundo.

Quanto ao passivo tóxico, acho que não é o único do Sporting. O grimi também tem uma bela barriguinha de cerveja. Até o Ronny parece mais gordo. E o Veloso.

 
At terça-feira, 17 fevereiro, 2009, Blogger Férenc Meszarosdisse...

Estou contigo, Bolhas.

Tenho acordado a meio da noite, cheio de suores frios, por sonhar que contra o Benfica estamos a jogar com um meio campo composto pela burlesca dupla Bucha e Chica. Brrrrrr.

Ai, ai, que saudades do Horvath...

 
At terça-feira, 17 fevereiro, 2009, Blogger Solo_minskdisse...

É quase isso...

"eramos pocos y parió la abuela"

poucos, e nao muitos :))

 
At terça-feira, 17 fevereiro, 2009, Blogger Bulhão Patodisse...

Haja alguém com um mínimo de rigor nesta casa. E todos sabemos que não vou ser eu.
Solo Minsk: cartão amarelo. Ficas suspenso para o derby. Onde é que já se viu expor a ignorância dos outros em público? Quer dizer, a dos outros podes expor, mas a minha não. Continuamos a falar da ignorância, bem entendido.
JNF: absolutamente correcto. Se não fosse o corte de relações com a Sagres, eu estaria encantado com a música do Represas. Nem queria pôr a cabeça dentro do fogão ligado, nem nada.
"Sagres, tu sabes, qualquer coisa em coração, agarramos uma vida, qualquer coisa à paixão. Oh Sagres, tu sabes, na ponta da solidão."
AAAARRRRRRGHHHHHHH! O que vale é que só passa quinze vezes por dia na rádio. Não é muito agoniante.

 
At terça-feira, 17 fevereiro, 2009, Blogger Virgílio Bernardinodisse...

Ó Bulhão,

Com o teu habitual acerto nas previsões, o mais certo é o Roca bizar contra os lampiursos... hehehe...

É tão bom sonhar, não é?!!!

SL!

 
At quarta-feira, 18 fevereiro, 2009, Anonymous Agoiro Jr.disse...

Adrien, Izma, Vuk e Moutinho. Não tem nada que saber...diz isso ao Paulinho qd lhe telefonares, sff...

 
At quarta-feira, 18 fevereiro, 2009, Blogger Stubarãodisse...

Agoiro Jr, defina Paulinho.

Espero que fale do nosso fiel dos equipamentos, pois uma ligação para o outro poderia tornar-se um pouco frustrante. Mal por mal sempre se conversava com alguem que percebe de futebol...

 
At quarta-feira, 18 fevereiro, 2009, Blogger Galaaddisse...

Bulhão:

Eu não queria mas tem de ser. Tenho reparado que tens trocado alguns comentário com o JNF e ele não te contou a verdade sobre o Sir, pelo que é meu dever informar-te.

O Sir contraiu uma pequena lesão. Nada de grave e/ou preocupante. O problema é que ele foi entregue aos cuidados do departamento médico do Benfica. No entanto, e infelizmente, quem entra ali dentro (mesmo que com uma pequena lesão), sai de lá 7 meses depois e com um rim a menos... pelo que ainda não está operacional. Estima-se que esteja pronto para o torneio do Guadiana.

É esta a verdade.

Abraço

 
At quarta-feira, 18 fevereiro, 2009, Blogger Bulhão Patodisse...

Aaaaahhh! Está explicado. As melhoras.
Se tudo correr normalmente, quando lhe disserem que está apto, o músculo vai ceder.
Abraço

 
At quinta-feira, 19 fevereiro, 2009, Blogger PTMdisse...

Podes sempre começar a tratar os Rocha no plural!

a culpa dos rochemback não jogar no lugar não é dele!!
e quer me parecer que o 1º rochemback que tivemos tb não apanhava o hulk

não era o Deivid, que tinha esse belo nome devido à paixão da mãe pelo bicho hulk? mais uma vez enganamo-nos no gajo

 
At quinta-feira, 19 fevereiro, 2009, Blogger OLeãoRampantedisse...

Às vezes sinto-me burro a ver um jogo de futebol. não porque tenha orelhas grandes, não porque seja alimentado a pão de ló, não porque tenha 4 patas, mas sim por estar a ver uma coisa que foge aos contornos da verdade.
É realmente o que tenho sentido ao longo dos anos. E é justamente isto que me está a matar o bicho pelo futebol. No jogo contra o Belenenses, mal o Liedson sofreu o empurrão na área, deixei de ver o jogo...

Mas vou ser objectivo:

Penalties assinalados por empurrões nas últimas jornadas:

-Néné (penalty do Abel...)
-Ti Maria (contra o Braga)
-Farias (Rio Ave)

Só o do Liedson é que não é...

Braga

Inacreditavelmente roubado contra Porto e Benfica, em Alvalade consegue o contrário: falta sobre Vukcevic não assinalada e, no contra ataque, fazem o 2-1. Equipa de arbitragem?? A mesma do jogo da Taça da Liga contra o Rio Ave, do fora de jogo do Vukcevic. É o que sempre disse: a taça da liga serve para isto; serve para se poder lavar a roupinha toda suja!!!Deliberadamente!

Avaliações dos árbitros

Duarte Gomes em Alvalade - não assinala penalty sobre o Izmailov no primeiro minuto e não valida um golo do Postiga em que a bola entra dentro da baliza. Nota? POSITIVA. Pedro Henriques e Pedro Proença levam nota negativa, por um golo não validado e por um penalty não assinalado, respectivamente. Nota? NEGATIVA! Ou seja, podem errar contra o Sporting e até cometerem mais do que um erro, mas, não se preocupem, a nota será sempre positiva.

Outra... (esta já aqui falei)

Olegário Benquerença - Há uns aninhos, quando o bemmerda ganha o campeonato, mostra o 5º amarelo ao Liedson por pontapear a bola com o jogo interrompido. Esta época, David Luíz faz exactamente o mesmo contra o guimarães, com o mesmo árbitro, mas leva apenas.... um aviso.

Onde é que está a merda do critério?

Todos estes factos são apenas uma gota no oceano do que nos últimos 20 anos tem acontecido no futebol português, e é por esta razão, que às vezes sinto-me BURRO E IDIOTA, A OLHAR PARA UM DESPORTO QUE NÃO PASSA DE UMA GRANDE FARSA.

A minha única certeza, é a de que o Sporting existe. Uma instituição com um ano de fundação que não levanta quaisquer suspeitas, ao contrário de outros (aqui está mais um exemplo da farsa desportiva portuguesa...).

Será que, pelo Sporting existir, eu vou continuar a ver jogos de futebol? vamos ver, mas talvez daqui a uns anos já não tenha muita vontade. Pode ser que nos deixem ganhar um campeonato e faça uma vez mais figura de idiota e volte o gosto pelo futebol português...

 
At quinta-feira, 19 fevereiro, 2009, Blogger Diego Armésdisse...

Leão Rampante, há um senhor bo blogue BNRb que podia ser teu amigo. VAMF69, acho eu. Procura nos comentários. Seria interessante ver-vos discutir.

Quanto ao búzio da questão (assemelha-se, desculpem lá...), depois de terem alienado o património imobiliário "Quarto-de-hora" Martins para zona proibida, é mais que justo que levem com esse pote. Deus não dorme.

 
At sexta-feira, 20 fevereiro, 2009, Anonymous 31 pesadinhodisse...

*uta que os pariu!!!

O que me lixa, me tira do sério e me faz repensar toda as futuras idas a Alvalade não foi ainda aqui abordado.

BP, para quando uma posta sobre o eclipse forçado das roulottes?

*uta que os pariu!!!

Lá pq o Rocha está um batoque, nós não temos culpa! Lá pq assino 'pesadinho' na realidade tenho uma elegância invejável para ponta de lança amador.

*uta que os pariu!!!

Queres ver que amanhã vou para o jogo sem forças e sem uma gota de alcool no sangue?
Mas vou ser operado ou vou-me divertir com mais 35mil?

Se calhar era a isto que se referiam quando diziam que queriam acabar com as modalidades!

*uta que os pariu!!!

Agora sim, vai começar a crise de militância!

 
At sexta-feira, 20 fevereiro, 2009, Anonymous moutinhodisse...

http://www.record.pt/noticia.aspx?id=2b09b5f2-ed6e-46e7-b2fc-9a3ec8811ad1&idCanal=00001070-0000-0000-0000-000000001070

 
At sábado, 21 fevereiro, 2009, Blogger Portaria ILEGALdisse...

Bom blog

 

Enviar um comentário

<< Home