Mãos ao ar

Blogue de discussão desportiva. Qualquer semelhança entre este blogue e uma fonte de informação credível é pura coincidência e não foi minimamente prevista pelos seus autores. Desde já nos penitenciamos se, acidentalmente, relatarmos uma informação com um fundo de verdade. Não era, nem é, nossa intenção.

sexta-feira, fevereiro 01, 2008

Ganhar à Benfica


Eu sou ateu. Pelo menos, era. Até domingo passado.
A Bernardette, em Lourdes, viu uma senhora vestida de branco em 1858 e jurou a pés juntos que o vulto de Maria lhe ditara três segredos: que a comuna de Paris estava por um fio; que o bacalhau à gomes Sá ganha mais gosto com coentros; e que o 4-4-2 é bastante vulnerável se a equipa adversária jogar com apenas um médio de contenção. Bernardette, naturalmente impressionada, tornou-se crente.
Eu, que sou mais sofisticado, precisei de uma demonstração de hora e meia. Durante 90 minutos, a equipa do Sporting foi tratada pelo adversário como o calceteiro normalmente trata as pedras da rua: com marretadas persistentes e dolorosas. Mesmo assim, ganhámos. Aliás, jogos houve no passado em que bastou uma oportunidade em todo o jogo para os senhores marcarem o golito da ordem e arrebatarem a vitória, sem honra nem glória. Desta vez, não. E eu fiz como o comentador Rui Santos: entre atribuir um pedaço de mérito à exibição do Sporting, admitindo assim que Paulo Bento até acerta as agulhas uma vez por outra, e entregar toda a responsabilidade pelo resultado à fortuna, ao acaso ou à virgem, preferi a virgem. Sempre faz companhia.
Experimentei assim, pela primeira vez em tantos anos de sofrimento, a sensação de ganhar à Benfica. Confesso que é muito agradável. A teoria que sustenta que as recompensas sabem melhor depois de árduo trabalho não passa de um mito capitalista, que visa impedir que os meninos copiem ou que os pastores abusem repetidamente das suas ovelhas. Por isso, adoptei novo lema: façamos ovelhas moucas… ahem… orelhas moucas e paremos de assobiar o Farnerud. Habituem-se, já lá dizia o Vitorino: ganhar à Benfica é muito reconfortante.

9 Comments:

At sexta-feira, 01 fevereiro, 2008, Blogger Capicua101disse...

LOL.. Genial...


E o melhor é que é mesmo verdade, Catano!

Sabe msm bem ganhar assim... mas acho q ainda não é bem "à benfica", para isso faltava um penaltizito inventado nos descontos...Aí sim, tinhamos a sensação completa do ganhar lampiónico!


SL!

 
At sábado, 02 fevereiro, 2008, Blogger Visigordodisse...

Ganhar à Benfica é sempre ganhar em grande. Se eu lhes disser que é ganhar com o maior ananismo de sempre, em público, vou ouvir olés e vivó Benfica.
Se eu disser a mesma coisa no Porto, perguntam-me se sou da cidade.
Se eu ousar, repito, ousar, aparecer em Guimarães, escortejam-me todo, ou, na melhor das hipóteses, telefonam para a minha mãe.
Mããããããããããã~eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

 
At sábado, 02 fevereiro, 2008, Blogger LionHeart (o autêntico)disse...

Da próxima vez que vieres à janela espreitar a vizinha, lembra-te de vestir qualquer coisita.

 
At sábado, 02 fevereiro, 2008, Anonymous Anónimodisse...

Sou brasileiro e simpatizo com o Sporting, estou indo aos jogos com frequencia e gosto de o time jogar, mesmo sabendo que não é o time dos sonhos de todo sportinguista!!! Fui ao ultimo clássico e pude ver um Sporting que dominou e teve um bocadinho de sorte!!!Se o Paulo Bento tivesse percebido que o camisa 2 do Porto, o Lizandro e o Helton estavam completamente loucos dentro de campo, poderia ter ganho até de mais. Bastava colocar o Polga na cola do Lizandro e o Liedson pra infernizar a vida do camisa 2, que batia até no vento, logo logo um deles acabaria por ser expulso. Mas é isso ai, bom seria se todos os jogos ganhassemos assim, "ao Sporting" e não como o resto!!

 
At domingo, 03 fevereiro, 2008, Blogger Raul Henriquesdisse...

Eh pá, Bulhão, pára com isso! Aqui em casa já julgam que eu não tou bom da carola porque, de vez em quando, me ouvem rir sozinho, a bandeiras despregadas, frente ao computador.
É quando leio as tuas crónicas.
É tão difícil escrever com humor e contigo tudo parece ser tão fácil! Fico com inveja.

 
At domingo, 03 fevereiro, 2008, Anonymous Vista do riodisse...

E ganhar à Belém, Bulhão? Sabes como é?

Os bonzinhos nem precisaram do Meyong...

 
At segunda-feira, 04 fevereiro, 2008, Anonymous Anónimodisse...

Melhor que ganhar ao Benfica só mesmo ao Sporting...

 
At segunda-feira, 04 fevereiro, 2008, Anonymous Anónimodisse...

Pois é, pensavas que os milagres se repetem?

Vai um pastel?

 
At segunda-feira, 04 fevereiro, 2008, Anonymous Anónimodisse...

Queres um Kompensan para a azia que causam os pastéis de Belém?
Grilo Falante

 

Enviar um comentário

<< Home