Mãos ao ar

Blogue de discussão desportiva. Qualquer semelhança entre este blogue e uma fonte de informação credível é pura coincidência e não foi minimamente prevista pelos seus autores. Desde já nos penitenciamos se, acidentalmente, relatarmos uma informação com um fundo de verdade. Não era, nem é, nossa intenção.

quarta-feira, dezembro 05, 2007

Experiências dolorosas


Permitam-me a indulgência de vos aborrecer com uma história.
Em 1963, o professor de Harvard Stanley Milgram desenvolveu uma experiência sobre os limites da obediência humana. Recrutou 40 voluntários para uma experiência alegadamente sobre a memória humana e colocou um colaborador como “aprendiz”, sem informar os voluntários que o “aprendiz” não era um voluntário aleatório. Cada um dos voluntários foi informado de que seria o “professor” da experiência e que existia na sala ao lado, sem contacto visual entre ambos, um “aprendiz” que, embora sofresse de problemas cardíacos, se submeteria à experiência.
O “professor” recebia um dispositivo capaz de gerar choques eléctricos no aprendiz e uma lista de palavras que devia ler em voz alta. Depois de uma primeira leitura, o “aprendiz” tinha de mostrar que havia memorizado a lista. Por cada falhanço, o “professor” deveria administrar choques de voltagem crescente no “aprendiz” e os gritos que escutava da sala ao lado levavam-no a acreditar que tal sucedia.
O aspecto curioso dos resultados é que 27 dos 40 “professores” que se submeteram à experiência, embora hesitassem a partir dos 135 volts e embora a certo ponto começassem a questionar a experiência e a dor do “aprendiz”, continuavam. Mostravam claro desconforto, mas continuavam a administrar dor numa pessoa que não conheciam, baseados numa autoridade que lhes fora imposta e reconfortados pela noção de que não seriam responsabilizados. Alguns administraram mesmo três choques de 450 volts num sujeito que não conheciam simplesmente porque lhes mandavam. Divulgada poucos meses depois do julgamento de Adolf Eichmann, a experiência tornou-se emblemática da (in)capacidade de muitos para contestar ordens, mesmo que produzidas por uma autoridade excêntrica.

O que tem isto a ver com o Sporting? – perguntam os senhores (e este é o momento em que eu vos surpreendo com a perspicácia da minha análise).
Em primeiro lugar, numa versão mais simplista, houve vários momentos dos últimos cinco jogos em que eu desejei ardentemente ter um dispositivo para administrar choques eléctricos à cambada de chulos que se arrasta lá em baixo, no relvado, sem respeito nenhum pelos desgraçados como eu – sublinho, desgraçados! – que acreditam piamente neles e pagam quotas, bilhetes, gameboxes e camisolas do Purovic e que dariam o braço esquerdo para estar um dia na pele deles.
Em segundo lugar – e este é verdadeiramente o argumento que me vai valer o Pullitzer, o Nobel ou a esfregona dourada do supermercado Lidl –, irrita-me bestialmente o modelo de funcionamento instalado no futebol do Sporting. Quando observamos em pormenor, não há verdadeiramente ninguém que mande, não há nenhum responsável máximo, não há uma autoridade definitiva. O pateta do presidente evoca a sapiência dos directores da SAD que, eles sim, conhecem o mercado. O tonto do Freitas evoca as restrições orçamentais da direcção que, ela sim, decide quanto (não) se gasta. Pedro Barbosa evocaria seguramente qualquer coisa se se dignasse a falar publicamente. E o infeliz do treinador, embora nunca se queixe (e esse mérito, reconheço, é uma das coisas que mais admiro nele), olha, cabisbaixo, para os especímenes que se sentam a seu lado no banco de suplentes e suspira profundamente.
Não há, repito, verdadeiramente ninguém que mande. Mas não restam dúvidas de que, nisto tudo, há uma vítima que sofre cada vez mais: eu!
E, parecendo que não, ser electrocutado de três em três dias já teve mais graça.

21 Comments:

At quarta-feira, 05 dezembro, 2007, Anonymous Anónimodisse...

Ah Bulhão, parece que aprendeste alguma coisa!!!

Isso mesmo: primeiro varrer o lixo da nossa casa. Depois então, apontar o dedo à sujidade que há na dos outros.

Muito bem, gostei de ler!

Se assim fosse sempre, talvez o Sporting ganhasse mais uns titulozinhos...

 
At quinta-feira, 06 dezembro, 2007, Anonymous pilafdisse...

Foi preciso cair bem fundo para olhar para o próprio umbigo.

 
At quinta-feira, 06 dezembro, 2007, Blogger LionHeart (o autêntico)disse...

Talvez se o Carlos Freitas fosse ligado a uma máquina de dar choques, e o botão estivesse nas minhas mãos, ele passasse a não falhar 4 em cada 5 contratações.

 
At quinta-feira, 06 dezembro, 2007, Blogger Bulhão Patodisse...

Qual foi o quinto? Qual foi o quinto?

 
At quinta-feira, 06 dezembro, 2007, Blogger O 7 Malditodisse...

É nestas alturas que eu gostava de ser benfiquistamente burro (o mais elevado grau de burrice), para continuar a acreditar nas intrujices do meu presidente, para continuar a acreditar que a equipa é boa, para continuar a ir ao estádio na esperança de ver bom futebol (já nem espero ganhar) e para continuar a acreditar que fico mais bonito sem os dentes da frente...

 
At quinta-feira, 06 dezembro, 2007, Anonymous Leão Desiludidodisse...

Top 5 do pior que há em Alvalade :

1º Fraudenerud ;
2º Purotrampic ;
3º Ronhy ;
4º Glentostone ;
5º Paredes Caídas.

 
At quinta-feira, 06 dezembro, 2007, Blogger Jedi Master Atomicdisse...

oh leão desiludido,

O Gladstone não é mau. O PB é que não o põe a jogar. E o Purovic com menos tempo de jogo que o Djalo, ja tem muito mais golos e influencia em pontos conquistados.

 
At quinta-feira, 06 dezembro, 2007, Anonymous Anónimodisse...

Estou baralhado! Então a culpa não é do Apito Dourado? A culpa não é do café com leite e da fruta que os árbitros emborcam em quantidades industriais antes e depois dos jogos? Meu Deus, sinto o chão a fugir-me debaixo dos pés. Qualquer dia ainda vêm para aqui escrever que a terra é redonda...
Grilo Falante

 
At quinta-feira, 06 dezembro, 2007, Anonymous Anónimodisse...

Ó Leão iludido:

Top +, nº 1, rei dos (ir)responsáveis:

Idiota do Risco ao Meio, a.k.a Paulo "sou pior que o Peseiro" Bento

 
At quinta-feira, 06 dezembro, 2007, Anonymous skin furiosodisse...

Bulhão,
Não me esqueci de ti! Continua a fazer as tuas corridas no local do costume. Estás identificado.
Põe-te a pau. Comprei um taco de basebol novo para estrear

 
At sexta-feira, 07 dezembro, 2007, Anonymous douglasdisse...

Ó Skin deixa lá o bulhão e vê se dás com o taco no joelho do Djaló!
Isso é que era a superioridade ariana a prevalecer!
Heil Cavaco!

Douglas

 
At sexta-feira, 07 dezembro, 2007, Anonymous douglasdisse...

Ó Skin deixa lá o bulhão e vê se dás com o taco no joelho do Djaló!
Isso é que era a superioridade ariana a prevalecer!
Heil Cavaco!

Douglas

 
At sexta-feira, 07 dezembro, 2007, Blogger Helena Henriquesdisse...

Hummm, tens aqui comentadores adoráveis, para além do chalana, claro. Bom post.

 
At sexta-feira, 07 dezembro, 2007, Blogger LionHeart (o autêntico)disse...

bulhão,

Vais ter de mudar de collants nas tuas corridas matinais para passares despercebido. Tenta evitar as rosa-choque e a cabeleira loira porque assim toda a gente sabe quem tu és.

 
At sexta-feira, 07 dezembro, 2007, Blogger Jedi Master Atomicdisse...

LionHeart (o autêntico),

Porque é que o Bulhão iria vestido "à Nuno Gomes" ??????????

 
At sexta-feira, 07 dezembro, 2007, Blogger JPSdisse...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At sexta-feira, 07 dezembro, 2007, Anonymous Juve Boydisse...

O Paulo Bento já não presta? Mas não era ele que tinha ganho 2 titulos na sua curta carreira?

Talvez queiram que o homem jogue no lugar do paredes! Parecendo que não, ainda fazia melhores figuras...

 
At sexta-feira, 07 dezembro, 2007, Anonymous Sem Anestesiadisse...

Lagartos ...
Por acaso cliquei num link qualquer que voces teem ai ao lado.
E fui parar a isto:
http://eisomeusporting.blogspot.com/2006/04/dia-histrico.html

Phone-ix! Que premonitorio ...
Nao concordam??

 
At terça-feira, 11 dezembro, 2007, Blogger Diego Armésdisse...

Boas, Bulhão. Era só para te deixar uma palavrinha: Tello. Abraços.

 
At terça-feira, 11 dezembro, 2007, Blogger Francisdisse...

http://www.grapheine.com/bombaytv/index.php?module=see&lang=br&code=c85a71b13f222ca08820c195732ac1d3

 
At quarta-feira, 12 dezembro, 2007, Blogger Capicua101disse...

Francis:

LOL

Cenas dos próximos capítulos: "Será que o Purovic marca mesmo ao D. Kiev ou a Lady continua amiga do Bulhão Pato???"

Promete esta netnovela...

Não perca hoje a partir das 20:45 horas no estádio mai' lindo do mundo ou numa televisão perto de si (e que tenha acesso à Sport tv, claro)!

SL!

 

Enviar um comentário

<< Home