Mãos ao ar

Blogue de discussão desportiva. Qualquer semelhança entre este blogue e uma fonte de informação credível é pura coincidência e não foi minimamente prevista pelos seus autores. Desde já nos penitenciamos se, acidentalmente, relatarmos uma informação com um fundo de verdade. Não era, nem é, nossa intenção.

quarta-feira, fevereiro 07, 2007

Apologia do botão dourado

Ninguém me tira da ideia que Jesualdo Ferrreira pode muito bem ser Mohammed Saeed al-Sahaf, o popular Ali, ministro da informação do Iraque, que tanto nos divertiu durante a ofensiva bélica de há três anos e estranhamente desaparecido desde a queda de Bagdade. Mesmo os mais cépticos concordarão que é suspeito que os dois nunca tenham sido fotografados juntos, um indício perturbador de que pode realmente tratar-se do mesmo indivíduo. A imprensa, claro!, cala a conspiração e nunca questiona Jesualdo sobre estas e outras questões, mas nota-se o incómodo evidente na expressão do treinador sempre que lhe falam de Ricardo Costa, Bruno Alves e outras atrocidades.
Vamos a factos e tiremos as ilações, como dizem os treinadores que acabaram de ser espezinhados. Tenho enorme respeito e admiração por Jesualdo Ferreira, um treinador com H grande, que nunca conseguiu ganhar em Alvalade. Acho que há exemplos da geração mais velha de técnicos que deveriam ser seguidos por todos: é com atitudes destas, aliás, que se constrói o tecido ganhador de um clube.
Por falar em tecido, conforta-me o facto de Jesualdo ser o último português que resiste à moda e ainda veste casacos com botões dourados, excluindo talvez os cobradores da Carris (STCP, se me estiver a ler no Porto). Um homem que leva para o banco de suplentes o seu casaco com botões dourados é um homem que tem toneladas de autoconfiança. É um homem que não tem medo de ser alvo da chacota de 30 mil pessoas. É um homem que pensa para os seus botões dourados: “Que me importa? Eu gosto do meu casaco de botões dourados”. Ou então, repito, é um homem que já foi cobrador da Carris e nunca perdeu de vista o sentido estético que um bom casaco de botões dourados proporciona.
Jesualdo ganhou a honra de ser qualificado como professor sempre que o evocam. Licenciado em futebol por uma das melhores escolas de correspondência de Bangalore, o professor transpira competência por todos os poros. E sabe muito de futebol. Raramente o mostra, mas vê-se a léguas que sabe.
Cavalheiresco, perde onde mais ninguém perde, desperdiça o talento do melhor plantel do futebol português e nunca fala de arbitragens mesmo quando é rapinado à vista de toda a gente. Jesualdo acreditará que as atitudes de forte simbolismo, como o fair-play e a isenção, lhe reservarão algo grandioso no futuro, como um título nacional, o respeito da imprensa ou um frango de fricassé. Eu acho bem! E serei o primeiro a confortá-lo quando os rockets dos Super Dragões assobiarem, insinuantes, em seu redor. Ah! Como eu gosto do cheiro do “Macaco” pela manhã!
Recuperando o tema de abertura, lembrei-me de Ali quando escutei Jesualdo avisar que as duas derrotas consecutivas do FC Porto não são, de todo, preocupantes. Nervosos estarão os dois rivais directos, agora que se encontram mais próximos do que nunca! Ali também dizia “Os americanos já estão no aeroporto? Ah ah ah! Deixem-me rir. Ainda agora de lá vim e só vi quatro ou cinco tanques!”
Daqui a 13 jornadas, imagino Jesualdo ultrapassado pela concorrência, mas transpirando confiança: “Eles foram campeões? Ah ah ah! Deixem-me rir. Os infiéis têm a língua mais bífida do que a da serpente. Não têm qualquer hipótese – repito, qualquer hipótese – de serem campeões. Que o meu casaco perca os botões dourados se a profecia se confirmar.”

25 Comments:

At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Anonymous jlafdisse...

Bem..depois de ver a camisinha que o Dunga usou ontem no Emirates, se eu fosse ao Jesualdo punha-me a pau! O gaucho anda a fazer-se a lugar do professor!

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Anonymous Marquês de Gondomardisse...

a mínha dúvida é saber se renovam já com o professor, à semelhança do que fizeram ao engenheiro noutro tempo ou se, ao invés, o bacharel paciência é desde já alvo de uma requisição civil.

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Anonymous Bibotadisse...

Vejo muita confiança nesta casa... O que não faz um golo mal validado!

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Anonymous Chalanadisse...

Foda-se! Até que enfim não atacam o Benfica e o k acontece: têm 3 comentários. Ah ah ah! Vcs só vivem c/ o Glorioso. Dependem de nós p/ viver.
São uns tristes.

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Anonymous Anónimodisse...

Este chalana é mesmo burro ou é impressão minha?...

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Blogger Guardador de Porcosdisse...

Falamos sempre nos porcos ou na sua equipa porque chalana, não sei se sabes a merda vem sempre ao cimo

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Blogger NMBdisse...

Confesso que não percebi: o Chalana chama Glorioso ao companheiro com quem vive? [argh!!]

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Blogger Leão Verdedisse...

chalana, bastos lopes, pietra, gay gay rabocha:
A mesma luta!

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Anonymous jvldisse...

Excelente post.

Também eu tenho grande admiração por este treinador, que aos anos que andava a ser seguido pelo fcp, mas que devido às inúmeras ofertas, só agora pode aceitar treiná-lo.

Num post em que não se fala no slb tinha que vir um adepto de tal clube falar nele sem seque comentar o post. Depois tem a lata de acusar que os Sportinguistas não conseguem passar sem o slb. Irreal.

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Blogger Bulhão Patodisse...

Em retrospectiva, JVL, não está grande coisa... Foi o que se pôde arranjar!
Também estou a precisar de levar com um telemóvel 3-G na moleirinha para espicaçar as ideias.

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Anonymous PAPOILA SALTITANTEdisse...

Concordo com o jlaf, depois da camisola do Dunga, nada há a dizer de uns vulgares botões dourados.
Se calhar foi por causa daquela camisola que a equipa do Brasil não se encontrou. Ou então quiseram mesmo "fazer a cama" ao Dunga. Eu também não reconheceria grande competência, pelo menos estética (e todos sabemos o quanto a estética vale no futebol brasileiro), a alguém com uma camisola daquelas.
Mas o Káká pode ajudar.
Quando chegou a Itália disse numa entrevista que ao fim de uma semana, 2 ou 3 dos seus colegas pegaram no rapaz que ia de calções e chinelos para o treino e levaram-no às compras. Ao que parece as vedetas italianas não queriam ser vistas com o maltrapilho nem à chegada aos treinos.
A ver se dá uma mãozinha ao treinador no guarda-roupa como o Baía dá no balneário.

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Blogger Urradisse...

._.

Muito bem Bulhão, volto cá outro dia e entretanto deixo-te pousar.
Ora, eu a pensar que ia encontrar um Leão revoltado com um penalti inexistente e um golo nulo a seu favor, e vejo um lagarto a assobiar para o lado e a falar de casacos com botões dourados. Pfffff

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Anonymous Chalanadisse...

Ele não consegue reconhecer k desde a primeira jornada está a ser levado ao colo. Os sportéms são muito giros: agitam-se mt qd perdem, mas assobiam para o lado qd são ajudados. O k acontece todos os fims de semana.
E esta página parece um confessionário - vem tudo aki ao beija mão ao papa. Vejam lá se ele não vos beija mais qq coisa.

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Blogger Bulhão Patodisse...

Não há um andaime onde deverias estar a esta hora, Chalana?

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Anonymous jlafdisse...

Dâsse! Que gajo tão irritante! Também com um nick de um gajo que batia na mulher não se pode esperar muito mais..É por gajos como este chalana q eu vou votar no Domingo.

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Blogger Guardador de Porcosdisse...

jlaf,

concordo contigo, como eu já uma vez disse aqui:

Mais vale um aborto hoje que um lampião amanhã

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Blogger LionHeartdisse...

jlaf:

Nunca fales em "pôr-te a pau" pois aparece logo o chalana a correr: "pau posto??? aonde??? também quero..."

Quanto ao resto, não consta que ele batesse na mulher. Eu sempre ouvi dizer que era a mulher que batia nele: "oh que grande paneleiro me saíste, toma lá que é pr'aprenderes".

Como ela se fartou de tanta bichanisse o Chalana arranjou um companheiro porque, já que tem que apanhar, que seja de um macho...

Estranho é que o pietra, o bastos e o gay gay rabocha andem tão calados. Devem ter ido a Londres pedir a camisa ao Dunga...

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Blogger Otomangasdisse...

Chalana, isso é que é o maior problema! O fideputa cabrão não reconhece tamanha troprelia que se faz ao “In pluribus Unun”! E não fosses tu do tal do latim e diria que eras parte interessada no campeonato.
Que se agitem mares e marés, e todos assobiem para o ar, mesmo quando o demo assim o permite, ai Deus e o é! Even when......roooffff........rzzzzzzzzz........desculpa lá, estava a sintonizar Deus em hebraico ou em qualquer outra lingua estrangeira, ás tantas era em esperanto, mas se fosse nessa, tu tinhas entendido. Mesmo quando vemos uma mão, a mão da divindade, a meter bolas na nossa baliza, devemos, tal como Jesus, dar o outro lado da baliza? Devemos! De que outra forma poderiamos trazer gente como tu de volta à sociedade. Não te deixes ir só pela religião, continua a manobrar a máquina que tens à frente e vais ver que, mais dia, menos dia, a tua professora da CERCIS dá-te nota positiva. Não podes é fantasiar todos os fins de semana. Mantem-te regularzinho como até agora tem sido o Conselho Disciplinar, umas vezes para uns, ou assim, outras vezes para outros, ou assados.
Quanto a esta página parecer um confessionário, eu confesso que sim, venho cá todos os dias confessar-me. Aliás, Chalana, espero muitas vezes que saias do confessionário. É que não te apanhar cá é logo motivo para mim de que o Senhor hoje não olha por nós, e como tal, vou-me embora, desalentado, triste, profundamente a cagar-me para as injustiças desta vida.
Olha, a propósito disso dos beijos, lembrei-me até que conheço um brasileiro acabadinho de chegar a Portugal que procura gente como tu. Gente que é tanto activa, como passiva. Tanto olha para uma cotovelada nas fuças, como olha para um csrinho com mais intensidade. Como o Cláudio Vanderlei não faz o meu género, espero que não te importes de eu lhe ter dito para te procurar aqui.
Um grande bem haja e um grande beijinho do Cláudio.
Ah, ele diz que te adora.

 
At quarta-feira, 07 fevereiro, 2007, Blogger Otomangasdisse...

Raistaparta ó Bulhão, não sei o que é que andaste para aqui a fazer, mas o Visigordo já era! Já não se pode manter a identidade? O raio do referendo que serve basicamente para desviar atenções também já te apanhou? Cortas as vozes espatafúrdias e ficas só com a voz da razão.........eu não me calo! A mim ninguém me cala! Cão, como eu! Vivó Zébio e etc. pois então.
Ah, desculpe sôra enfermeira, não me apercebi que estava na hora de tomar os medicam.......

 
At quinta-feira, 08 fevereiro, 2007, Anonymous Anónimodisse...

Otomangas: "Vivó Zébio e etc."

Por falar em merda, alguém sabe o que esse parasita do zébio faz na FPF para aparecer em tudo o que é jogo?

 
At quinta-feira, 08 fevereiro, 2007, Blogger Bulhão Patodisse...

EU NÃO FIZ NADA!!!
Só mudei para o novo Google/Blogger. Em princípio, não deveria provocar alterações de monta...
Tanto quanto sei (e não sei muito...), o resto dos comentadores continua a usar as mesmas identidades.

 
At quinta-feira, 08 fevereiro, 2007, Blogger Guardador de Porcosdisse...

anonimo,
Há selecções que têm o porta estandarte, nos temos o zebio que leva a toalha branca

 
At quinta-feira, 08 fevereiro, 2007, Blogger Guardador de Porcosdisse...

Bulhão,

foi so o upgrade do Google/Blogger, mas tem que se dar uma cambanhota maior para fazer o login

 
At quinta-feira, 08 fevereiro, 2007, Blogger Helena Henriquesdisse...

Bolas, vocês são complicados, eu entro com a dificuldade de sempre - o raio da verificação de palavras.

Mas vale a pena, os assobios aqui são tão afinados!

 
At quinta-feira, 08 fevereiro, 2007, Blogger Bulhão Patodisse...

Mas há muito boa gente que fica de fora por não conseguir repetir as letrinhas.
Perco sono todas as noites com as assimetrias literárias que este blogue perversamente estimula. Eu até implantava um sistema de controlo da imprensa digital, mas corria o risco de ficar com o meu monitor cheio de dedadas e lambuzadelas.

 

Enviar um comentário

<< Home