Mãos ao ar

Blogue de discussão desportiva. Qualquer semelhança entre este blogue e uma fonte de informação credível é pura coincidência e não foi minimamente prevista pelos seus autores. Desde já nos penitenciamos se, acidentalmente, relatarmos uma informação com um fundo de verdade. Não era, nem é, nossa intenção.

quinta-feira, janeiro 04, 2007

Faltam bigodes do Barreiro

Em jeito de prenda atrasada de Natal, a RTP Memória transmitiu na tarde de dia 31 de Dezembro o Sporting-Benfica de 1981/1982, vencido pelos «leões» por 3-1. Só tinha visto este jogo no estádio há 24 anos. As linhas que se seguem narram, com a precisão que a idade permite, os estranhos eventos que tiveram lugar naquela tarde chuvosa.

Eu não sou dado a exageros, mas este foi o melhor «clássico» de todos os tempos.
Comprovei na televisão o que presenciara então no estádio: o Benfica alinhou num ousado 4-3-2-1: quatro defesas, três centrocampistas, dois absolvidos no caso Casa Pia e um pai de transgénero. Era reconhecidamente uma combinação poderosa…
Ninguém o sabia ainda, mas a mãe natureza ensaiava então perigosas experiências com o plantel do Benfica. Zoran Filipovic, que entraria no decurso do jogo, acabara de fabricar uma menina que, abençoada seja ela, não herdara a cara do pai. António Veloso preparava já uma das duas enormes proezas da sua vida: a concepção do filho Miguel (a outra fora o penalty falhado que ofereceu a Taça dos Campeões ao PSV, abençoado sejas, António). Por essa altura ainda, Tamagnini Nené carregava no ventre um mutante.
Na ânsia de contar tudo, porém, precipito-me na narrativa. Falta ensaiar uma pincelada de contexto. É difícil de conceber para os mais novos, mas, à época, as melhores equipas costumavam ganhar os campeonatos! Apito dourado era nome de loja de ferragens, e Pinto da Costa gozava um exílio forçado, preparando a conjura que o levaria ao poder no FC Porto. O major Valentim Loureiro era apenas um alferes que fizera fortuna com um palpite certeiro no totobola nos idos de 1970 (palavra!), e José Veiga iniciara uma carreira fulgurante que o levava diariamente ao topo, ou não fosse ele ascensorista num hotel do Luxemburgo (pena é que, no mesmo dia, o elevador também o levasse ao fundo!) Nem todos os dirigentes do Benfica tinham os bens arrestados, nem beneficiavam de termo de identidade. E o Benfica tinha contratado recentemente um brasileiro – Jorge Gomes – sem recorrer aos serviços do primo Júlio.
Os jogadores ganhavam menos, casavam com cabeleireiras e manicures e faziam campanha pela UDP. Mas esta era sobretudo a fase da luta fratricida em que os bigodes do Barreiro se procuravam impor no futebol português. Expliquemos: fazia então parte do caderno de encargos do departamento de futebol do Benfica contratar o máximo de bigodes barreirenses, farfalhudos, mal aparados e, de preferência, com restos orgânicos acumulados de outras aventuras. Quase sempre, estes bigodes traziam anexados um jogador de futebol.
Quem esquece Carlos Manuel, antes da fase do esfoliante de algas para o duche, do desmaquilhador e do gel revigorante? (Caramba! Quem nunca atravessou uma fase dessas que fale agora ou cale-se para sempre!) Ou Fernando Chalana? Manuel Bento também tinha um bigode lustroso, é verdade, mas faltava-lhe a experiência de metalúrgico nas oficinas da Lisnave. E experiências dessas não têm preço, como diz o anúncio da Mastercard.
Hoje, com a sabedoria que o tempo confere, reconheço com pena que, apesar da rapaziada da margem sul que ali tivemos (o Manel, de Sarilhos ou o Barão, de Mértola), nunca conseguimos gerar um burgesso de primeira água. Alguém que, como o Carlos Manuel, pudesse imitar a réplica shakesperiana e berrar à porta da Casa Pia: “O meu reino, o meu reino por um chavalo!”
A narração televisiva em directo ensaiava então sos primeiros passos. Aliás, essa foi a primeira experiência de Manuel Pedro Gomes como comentador, ao lado de Gabriel Alves – experiência peganhenta e seguramente desagradável. Coube-lhe a frase do dia, quando postulou, do cume da sua experiência, que “o videotape é o inimigo do árbitro”.
O jogo, repito, correu bem. O golo irregular do Benfica (digo sempre isto, mas, desta vez, foi mesmo) despertou a equipa do Sporting. Jordão marcou o golo do empate ainda na primeira parte. Até que, a meio do segundo tempo, o Manel Fernandes chegou tarde a uma bola e deu uma pantufada na cabeça do Bento, vicissitude muito saudada e que, por incompetência, não mais voltou a ser repetida. Tivesse o Bento levado mais bordoada e não tinha saído anos mais tarde de Moscovo com cinco golos no bucho e a queixar-se que no hotel não lhe davam fruta e os russos só comiam palha e mais não sei o quê.
Dizia eu que, ao pontapé em legítima defesa que o Manel desferiu na tromba do frangueiro de Riachos, respondeu barbaramente o frangueiro de Riachos com uma cotovelada inqualificável que quase acertou na cara do Manel. Naturalmente, o árbitro marcou penalty e expulsou o guarda-redes do Benfica.
Por mais anos que viva, nunca esquecerei a expressão atordoada do Chalana naqueles segundos atribulados: os olhos esbugalhados entre a vasta penugem facial, a mente buscando sofregamente o processamento de toda aquela informação. Após meticulosa ponderação, o ás do Barreiro lá perguntou ao Bento que se encaminhava para a linha lateral: “Então, mas vais-te embora?”
E o Bento foi.

41 Comments:

At quinta-feira, 04 janeiro, 2007, Blogger Sancho Urracodisse...

Eh pá, também vi esse jogo no estádio. Lembro-me que foi com dificuldade que subi os 40 degraus da bancada até chegar ao meu lugar (a idade não perdoa), mas recordo que, depois da vitória, desci-os a voar de felicidade. Maior alegria, depois da vitória e da cabeçada do Bento na chuteira do Manel, só mesmo o título conseguido no final dessa época!

 
At quinta-feira, 04 janeiro, 2007, Anonymous RRdisse...

Aparentemente já não é só o Sancho que é Jurássico!

Ele continua Jurássico (aposto que se lembra do banco todo do Sporting nesse dia mas não consegue dizer quem marcou os últimos golos do Sporting em 2006), mas agora já tem companhia...

Em 81 tinha eu 3 frescos anos...

 
At quinta-feira, 04 janeiro, 2007, Blogger Sancho Urracodisse...

Caro RR, está redondamente enganado. No banco do Sporting estavam Mascarenhas, Canário, Hilário da Conceição, Travassos, Francisco Stromp e Azevedo. E os últimos golos do Sporting em 2006 foram marcados por João Moutinho, Farnerud e José Holtreman Roquette.

Aceito o seu pedido formal de desculpas. Mas que não se repita.

 
At quinta-feira, 04 janeiro, 2007, Anonymous Anónimodisse...

Hahahaha, o que eu me ri a ler isto...

Sporting Sempre!

 
At quinta-feira, 04 janeiro, 2007, Blogger Bulhão Patodisse...

Depreendo portanto que não é o mesmo anónimo que me chamou palerma no post anterior. E pato sem graça. É que há coisas que magoam mesmo...

 
At quinta-feira, 04 janeiro, 2007, Anonymous luisdisse...

Mais uma prosa muito boa. Se compilasses (palavra quase ordinária) os teus textos, de certeza que alguma editora agarrava a oportunidade.

Os teus textos têm tanta qualidade que quase te invejo.

Abraço.

 
At quinta-feira, 04 janeiro, 2007, Anonymous Gomes de Sádisse...

"Os teus textos têm tanta qualidade que quase te invejo."
Estes lagartos estão a ficar um bocadinho rotos.
Já não basta apreciações literárias neste blog da treta, agora também temos meninos com inveja uns dos outros.
Deixem crescer o bigode e tornem-se uns homens...

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Anonymous Anónimodisse...

gomes de sá rotos é mais lá prós lados do colombo, ou será que não te lembras dauquele mutante que é filho do néné? Ou será que não te lembras quem tinha um capitão de equipa panasca que gostava de melões?

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Anonymous Anónimodisse...

Por acaso tiveste azar, Gomes de Sá. É que o Luís é um dos poucos benfiquistas decentes do mundo e escreve no Sector B32.
Já lá dizia o ditado, quem cospe para o ar molha-se!!!!

Já agora: rotos é claramente no Benfica.

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Blogger Bulhão Patodisse...

Interessante e promissora linha de discussão.

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Anonymous peyroteodisse...

"Alguém que, como o Carlos Manuel, pudesse imitar a réplica shakesperiana e berrar à porta da Casa Pia: “O meu reino, o meu reino por um chavalo!”

hahahhaahaha! Muito bom!

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Blogger RG54disse...

Bulhão, eu também lá estava em 81, tinha (na altura...)mais três anitos que tu e só me lembro de mais um pormenor: o Júlio Isidro, do lado contrário á central, a fazer a animação e aos saltos depois do terceiro golo.Quanto ao resto, como de costume, espectacular o post.Parabéns e Saudações Sportinguistas.

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Blogger Leão Verdedisse...

Mais uma prosa brilhante, Bulhão.
Um bom ano para ti e todos os teus e, se não for pedir muito, mais umas prosas deliciosas para nos rirmos e animar este País tristonho e deprimido.

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Blogger Lars o Kirkdisse...

"Quem esquece Carlos Manuel, antes da fase do esfoliante de algas para o duche, do desmaquilhador e do gel revigorante? (Caramba! Quem nunca atravessou uma fase dessas que fale agora ou cale-se para sempre!)"

É verdade, eu também já passei por esta fase... e nunca mais a larguei...

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Blogger Jay Jay Okochadisse...

Por acaso fomos campeões nos dois anos seguintes a este jogo de roubalheira. Dois penalties para o Sporting, a expulsão inqualificável do grande Bento – frangueiro era o Mezaros. Apitou dourado sempre houve. E sempre contra o Benfica.

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Blogger Bulhão Patodisse...

É verdade, Luís: agradeço as palavras simpáticas, mas há coisas que são criadas exclusivamente para a blogosfera. Esta é uma delas. Não acredito que estes textos tivessem esperança de vida em suporte impresso.
Mesmo assim, agredço o exagerado elogio. E, por causa dessas palavras, até vou torcer amanhã para que o Oliveira do Bairro não goleie o Benfica.
Que se fique por um honrado 0-2.

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Anonymous Juvenenodisse...

Lembro-me muito bem desse jogo. No entanto, foi uma sorte nessa época não termos tantos jovens na equipa como temos agora, senão os tais dos bigodes do Barreiro, poderiam ver reaberto o processo de pedofilia.

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Anonymous Chalanadisse...

Podes gozar com tudo, menos com o Chalana. És um filho da puta sem emenda. Se algum dia descubro quem tu és fodo-te todo...

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Anonymous Anatolydisse...

Calma, Chalana. Que é feito do teu fair-play?

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Anonymous Chalanadisse...

Este gajo irrita-me a valer. Só vê maldade no Benfica e bondade no Sportém. Nada presta para estes fdp, que só olham para o seu umbigo.

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Blogger Bulhão Patodisse...

Caríssimo Chalana,
Não gostas do estilo da loja, passa a outra e desaparece.
Não vale a pena levar-me a sério. Eu sou demasiado pateta para isso, como repetidamente me dizia a dona Zulmira na terceira classe.
Se, mesmo assim, queres frequentar o espaço, lavas as mãos como toda a gente e não falas com a boca cheia. São regras simples e fáceis de decorar!

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Blogger Férenc Meszarosdisse...

Epá! Que chamem frangueiro ao grande guardião leonino ainda vá que não vá, mas agora que escrevam mezaros é que não se pode admitir!

Grande post mais uma vez, Bulhão. Lembro-me perfeitamente deste jogo, da agressão brutal de um banal anão de pernas tortas ao seu quase conterrâneo e digno capitão sportinguista e do hat-trick do jordão. E não te esqueças do Pietra, Bulhão, o Minervino Pietra, ícone máximo da tendência discó-marialva-dos-subúrbios-operários.

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Blogger Francisdisse...

brilhante.

tambem lá estava na sup sul.

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Blogger Bulhão Patodisse...

É verdade, Férenc. O Pietra! Mas tenho impressão que não jogou este jogo.
Quem esteve particularmente atento foi o Bastos Lopes, que esbarrou com o Jorge Martins (guarda-redes suplente do Benfica) e permitiu ao Jordão marcar o terceiro…

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Anonymous Anónimodisse...

o chalana (o verdadeiro...), esse modelo de virtudes: comer crianças e bater na mulher!

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Anonymous JoaoSCPdisse...

E o video dos golos, não se arranja? Nunca tive oportunidade de ver esse jogo. Ainda faltavam 2 ou 3 anitos para nascer.(Não sei se foi em 81 ou 82, e não me apetece ir ao Almanaque). Espero que dê outra vez!

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Anonymous Juvenenodisse...

Desconfio que este é o Chalana, mesmo o verdadeiro, ou então é o seu assessor, o tal de Pedro Inverno.
Desta safei-me, os meus 69!! anos livram-me desta gente.

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Anonymous pietradisse...

O Pietra??? Se sei quem tu és Meszaros fodo-te todo... Gosto muito de citar o Chalana.

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Anonymous Joaquim Agostinhodisse...

Grande dia esse !! Ainda me lembro do que os meus amigos benfiquistas disseram do Bento eh eh eh

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Blogger Visigordodisse...

"Este gajo irrita-me a valer. Só vê maldade no Benfica e bondade no Sportém. Nada presta para estes fdp, que só olham para o seu umbigo"

Chalana, o passo seguinte num masoquismo que te poderá levar a outro patamar talvez seja comprares umas roupinhas em latex, umas mordaças, algemas, botas altas, chicotes e, quem sabe, com "un petit peu" menos de verborreia, fazeres um convite ao Bulhão para ser o teu Master.
Fica a sugestão.

 
At sexta-feira, 05 janeiro, 2007, Blogger Bulhão Patodisse...

Da parte que me toca, fico lisonjeado - e até curioso - pelo convite, mas sou capaz de passar.

 
At sábado, 06 janeiro, 2007, Blogger Visigordodisse...

Não passes, Bulhão, não passes, p'lo amor da santa!
Tu és o ESCOLHIDO! Ainda não percebeste? ÉS TU!
É a ti que ele dirige a mensagem, és tu que o irritas, que o pôes fora dele e procura o ombro amigo do Anatoly para o desculpar e, quem sabe, pedir a redenção.
No primeiro encontro pôe-lhe uma trela vermelha, e aqui abro um parentesis (tem de ser obrigatoriamente vermelha, e nem te passe pela cabeça usar uma encarnada) e aqui fechei um belo parentesis que há muito tempo não via, com estilo, com classe, com tudo o que a professora da CERCIS deveria ter transmitido ao Chalana. Acrescentas à trela umas plaquinhas com fotos (na impossibilidade de atarrachar as personagens das fotos com parafusos de 22mm) do Barbas, do Máximo, do Vieira, do Veiga, do Pedro Neto, do Pedro (aquele chato alucinado que comenta em tudo o que é blog e em que tudo é anti-Glorioso [tal como o Neto, mas numa escala maior], do Pietra, etc.
A seguir só tens de o passear junto à muralha de Lisboa, que para quem não sabe, é a diferença entre o cimento e a água, e como quem não quer a coisa, porque se for como quem quer a coisa, agarram-te num instante, basta mandares um cromo do Eusébio à água.
Ah, esqueci-me que deves prender o verdadeiro Chalana, e porque não a Anabela, às patas traseiras. Se não for possível encontrares o verdadeiro Chalana, tenta o Paulo China. Se nem assim, assiste a uma conferência do Orelhas sobre o Assis, leva um saco grande, e junta toda a basófia que puderes.

 
At sábado, 06 janeiro, 2007, Anonymous Migueldisse...

Um dos melhores posts de sempre. Senão mesmo o melhor! O Luis tem razão, espera q alguém ter deite as mãos em cima...

 
At domingo, 07 janeiro, 2007, Anonymous Gomes de Sádisse...

"O Luis tem razão, espera q alguém ter deite as mãos em cima..."
Não digo mais nada...
"Podes gozar com tudo, menos com o Chalana."
Também não é uma frase muito de macho. o q m leva a admetir q no slb é capaz de haver meia dúzia de rotos, mas nos lagartos são todos...

 
At segunda-feira, 08 janeiro, 2007, Blogger Férenc Meszarosdisse...

Nunca me enganaste, Pietra! Obrigado, mas para isso prefiro algumas amigas.

 
At segunda-feira, 08 janeiro, 2007, Anonymous pietradisse...

Visigordo, porque não aproveitas esses teus conhecimentos de sado-maso, e convidas o Meszaros?

 
At segunda-feira, 08 janeiro, 2007, Blogger Mário Costadisse...

Mas que prosa fantástica..!!

Tenho de vir aqui mais vezes!!! :lol;

Parabéns, caro Leão!

 
At segunda-feira, 08 janeiro, 2007, Blogger Mário Costadisse...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At terça-feira, 09 janeiro, 2007, Blogger Visigordodisse...

Então, Pietra, o que é isso? Será que vejo aí uma pontinha de ciúme?
Prometo que, logo que possa, te levo a passear pela trela. Está bem assim?

 
At terça-feira, 09 janeiro, 2007, Anonymous pietradisse...

Com essas respostas porque não mudas o nome para previsigordo?

 
At terça-feira, 09 janeiro, 2007, Anonymous Previsigordodisse...

Pois seja!

 

Enviar um comentário

<< Home