Mãos ao ar

Blogue de discussão desportiva. Qualquer semelhança entre este blogue e uma fonte de informação credível é pura coincidência e não foi minimamente prevista pelos seus autores. Desde já nos penitenciamos se, acidentalmente, relatarmos uma informação com um fundo de verdade. Não era, nem é, nossa intenção.

quarta-feira, agosto 23, 2006

Um Dia na Catedral


Eu não quero alarmar-vos, mas ontem fui ver o Benfica [prolongada pausa dramática]…
Bem sei que, se o estatuto de associado do Sporting fosse como a carta de condução, eu teria somado vários pontos de penalização. Não tenho desculpa, reconheço. Só posso alegar como atenuante que, para além de me oferecerem o bilhete, tive a fezada de que ia presenciar uma eliminação histórica. Para quem não conhece, as tradicionais fezadas do Bulhão são como a artilharia israelita: falham estrondosamente os alvos. Receio revelar, aliás, amigos sportinguistas, que tenho agora uma boa fezada de que vamos golear o Boavista no sábado [arrepio de frio na sala].
Enfim, não quero desperdiçar totalmente a oportunidade de ter estado sentado entre tantos bigodes. Há coisas que têm de ser narradas, a bem do rigor histórico, até porque os sportinguistas e os portistas têm preconceitos muito marcados sobre o que se passa naquela arena. Quero dizer-vos que os preconceitos são exagerados: está ali de facto um estádio e uma tribo de adeptos como eu nunca vi antes.
A certa altura, senti-me herdeiro do trabalho de Jane Goodall com os chimpanzés da Tanzânia. Com a diferença, talvez, de que ela encontrou sinais inequívocos de vida inteligente e eu não tive tanta sorte. Mas não perdi a esperança.
Os adeptos dos outros clubes criticam a falta de originalidade generalizada entre os adeptos do Benfica. Nada mais falso! Posso dizer-vos que nunca antes tinha visto um fato-de-treino personalizado com o nome do usuário. É verdade! Nunca vos ocorreu: vão na rua, esqueceram-se do vosso nome, mas olham para a calça do fato-de-treino e recordam instantaneamente: ‘é verdade, sou o Zé Manel. Se não fosse o fato-de-treino…’
A boçalidade da linguagem é sempre referida quando se debatem os defeitos dos benfiquistas. Contesto! Se a reinvenção constante da linguagem é uma reinvenção do mundo, como postula Paulo Freire, os benfiquistas são campeões desta arte. Eu, por exemplo, nunca tinha ouvido falar em brumelho. Percebi ontem que a palavra pode ser utilizada em múltiplos contextos:
“Olha a bancada, que bonita, toda brumelha!”
“O equipamento deste ano tem um tom brumelho muito bonito”
Ou ainda:
“O Rui Costa deixa os gaijos brumelhos de raiva!”
Sobre aparência e hábitos higiénicos, estamos conversados. O adepto benfiquista cultiva um look muito próprio, feito de opções conscientes, que os outros adeptos, por malícia, preferem não ver. Pois deixem que vos diga: não sei se estarão a par disto, mas o cabelo seboso e mal lavado pode ser um atributo fascinante, se doseado com contumácia. E a contumácia abunda no Benfica.
Enfim, mais haveria a contar mas vou entrar agora para a unidade de desparasitação. Isto de observar primatas no seu habitat tem muita graça, mas também se corre riscos. E conviver com percevejos parece mais apelativo do que realmente é. Eu seja ceguinho se me apanham lá outra vez.

32 Comments:

At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Anonymous Anónimodisse...

Era duas chapadas na tromba que tu devias de levar. Passavam-te logo as comichões

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Blogger Lars o Kirkdisse...

Apoiado!!! duas chapadas e ficavas logo todo brumelho ó Bulhão!

É o que mereçes pela heresia que cometeste ontem...

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Blogger Bulhão Patodisse...

De facto, sou o primeiro a reconhecer que merecia duas boas chapadas. Quando tem de ser, tem de ser

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Blogger zé carlosdisse...

Da próxima vez que lá voltares, é para ver o Sporting enfiar duas batatas nos brumelhos :D

Um abraço.

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Anonymous Anónimodisse...

Foda-se, isso é pior que ser enterrado vivo...

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Anonymous bruberdedisse...

Ó Bulhão tu devias de ver como o anónimo ficou brumelho de ler este post

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Anonymous Chalanadisse...

Quando sairem os grupos quevero ver essa labia toda. Para voces: Barcelona, Bayern e Hamburgo. E piu piu. Nem um pontinho.

PS: Ao outro cretino que ontem me chamou ao combate, cá estou. O Viena está esmagado. Não foi nenhum Casino, nem nenhum Rápido de Viena. Eh eh eh

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Anonymous seus lagartos broncosdisse...

Toda a prosápia que aqui escreves é muito bonita e "rendilhada", como os lances do grande Rui Costa, mas também devias lembrar aqui ao teu "rebanho cego" algumas coisas sobre quem na verdade tu és ó Bulhão: já foste jogador do Glorioso, defendeste as suas cores e até beijaste a camisola escarlate quando por lá foste vencedor... e andas para aqui a exclamar raios e coriscos contra uma casa que sempre te acolheu bem... inclusivé agora que lá vais ver jogos!

Além de vira-casacas (para não ser mais grave e chamar-te de aleivoso) és "almocreve-das-petas", e por isso saúdo desde já a postura do Sancho (que segundo sei, não te fala)... ao menos ele, contra todas as "albugens" que inventas sobre ele, nunca pês os pés na Luz nem tão pouco lhes vestiu a camisola. Espero, sinceramente, que o "506 fraco" siga a postura do Sancho, já que são ambos verdadeiros doentes da "verdite aguda"!

Concluo a dizer, que para companheiros de clube como este, prefiro estar só!

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Anonymous Helena Henriquesdisse...

Também os austríacos não jogavam nada, ó chalana, convenhamos...
Quanto ao post propriamente dito Bulhão, devo dizer que estou surpreendida, sempre pensei que na Luz houvesse encarnados - brumelhos??? Esta agora! A tradição já não é o que era!

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Anonymous Anónimodisse...

Eu concordo com o primeiro gajo. Um bom estaladao nas trombas servia para te calar.

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Blogger Bulhão Patodisse...

É muita amabilidade. Mas com os estaladões, como com tudo na vida, é preciso saber dizer: basta!

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Anonymous Anónimodisse...

E acho graça a esta merda que colocaste no topo da página. Julgas que me assustas com a identificação do IP e do browser. Eu sou invisível. Só me vais ver quando te estiver a esmurrar

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Blogger NMBdisse...

Oh Bulhão: tropeçaste ou não em algum garrafão de tinto carrascão (já que estamos a desfazer mitos...)

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Blogger Sancho Urracodisse...

Bom, vamos lá por um ponto de ordem na situação. Concordo basicamente com Lars o Kirk. O anónimo, ou homem-invisível como ele se auto-intitula, é ruim, mau e velhaco. O Bulhão, sei-o, está a tremer de medo dele - e não é nada agradável ser um saco de pancada do homem-invisível. Quanto ao Seus Lagartos Broncos, seja bem-aparecido, seu projecto de homem! É verdade que nunca enverguei o jersey carmim e nunca fui ao cesto do pão, mas fui algumas vezes ao anterior pré-fabricado de Carnide e, curiosamente, nunca vi o Sporting perder lá.
Por fim (e o melhor fica sempre para o fim), umas palavrinhas para o Chalana: é lamentável que só um dia depois tenhas mordido o isco. O Jay jay, ao menos, escreveu meia dúzia de anormalidades na hora. Põe os olhos nele, pá! E, já agora, vê se percebes alguma coisinha de futebol- achas mesmo que é possível o Bayern e o Barcelona estarem no mesmo grupo? Vai mas é treinar a equipa de pedófilos da tua rua

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Blogger MMSdisse...

Tal como Bayern e Hamburgo não podem estar no mesmo grupo...

Faço notar que o 1º anónimo não diz que Bulhão Pato devia levar duas chapadas na tromba. Diz que Bulhão Pato devia "de" levar duas chapadas na tromba, o que, por certo, é bem pior. Cuidado com ele!

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Blogger Bulhão Patodisse...

Pessoalmente, eu já só estranho os leitores que, ao comentarem, não me oferecem estalos na tromba. Esses é que são perigosos!
Sim, Lars, Helena, Zé Carlos, NMB e MMS. Estou a falar de vocês.

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Anonymous Jay Jay Okochadisse...

Sanchito, cantas bem, mas não me alegras! Viste ontem como se joga à bola? Fiquem com vocês com o trofeu de preepoca. Nós preferimos o campeonato, a taça e a champions.
Rui Costa é nosso
Rui Costa é nosso
Rui Costa é nosso e há-de ser! Benfica.
SLB4ever

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Anonymous Chalanadisse...

Pois é, JJ. E sabes o k é giro? É k os gajos precisam de escrever sobre o Benfica para terem comentários.

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Blogger hkdisse...

Felizmente que o nosso Benfica se faz também de todos esses brumelhos que viste no estádio da Luz. Essa diversidade que vai do Sr. Doutor ao Zé Manel do fato de treino enche-nos de orgulho.
Portugal que se reflecte no estádio da Luz, infelizmente não pode oferecer a todos estudos e educação dignas. Mas na Luz todos cabem e assim, nem que seja por apenas 90 minutos, todos "trabalham" e se "divertem" por igual.
É esta diversidade que faz a nossa força e grandeza (outros terão outros argumentos), foram todos esses pedreiros e médicos, canalizadores e advogados, inteligentes e burros que há uns meses saíram de um dos mais míticos estádios, aplaudidos de pé pelos mais fantásticos adeptos do Mundo. Sabes porquê? Não nos preocupamos se ao nosso lado está um Supervisor Comercial ou um Vendedor de Droga. O que interessa é o nosso Benfica, que nos une a todos e que nos faz esquecer tudo o que tem importância (às vezes erradamente) no mundo “real”.
Os títulos e as posições sociais, assim como os preconceitos nunca entraram no nosso clube. Talvez por isso não sejamos diferentes. Somos apenas Benfica. A nossa diferença para vocês, seres superiores, penso que seja só mesmo essa, o nosso clube.

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Blogger Sancho Urracodisse...

Jay Jay e Chalana, vocês são o protótipo do típico lampião: falam, falam, falam e não dizem nada. Vivem do passado e pensam que o futuro é grandioso. Já que se dão tão bem, porque não juntam os trapinhos - davam um casal lindo! E, para as vossas "menages", convidem o Rui Costa. Está velho, mas ainda fazia uma perninha a três...

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Anonymous seus lagartos broncosdisse...

Sancho, és mesmo um achado... olha que já vi Bulhão tão fundamentalista como tu, e afinal já vai à Luz... para ver o Glorioso!

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Anonymous Anónimodisse...

Porra, se a vara de porcos que frequenta a mesquita do colombo é uma representação do português médio, eu quero ser espanhol!!!
O Rui Costa é vosso? Fiquem com ele, que o cheiro a mofo (aqueles anos todos nos bancos húmidos de Itália...) não se aguenta...

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Blogger NMBdisse...

Retenho a frase do hk "Não nos preocupamos se ao nosso lado está um Supervisor Comercial ou um Vendedor de Droga." para recordar que o DIAP já tem processos que cheguem...
Menos incúria sff.

Pela positiva, registo que - aparentemente, pelo menos - tomará mais cuidado com a rectaguarda. Nos tempos que correm, e atento o "locus delicti", parece-me prudente.

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Blogger NMBdisse...

Bulhão,

Depois de tão vis e perturbantes ameaças, disponibilizo - se precisares - os contactos do Dr. Phill.

Por ser a referência cultural de qualquer lamp que se preze, juntamente com a águia Vitória, o Noddy e Ágata, poderá ser capaz de acalmar o petiz.

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Blogger Bulhão Patodisse...

Agradeço, comovido, a oferta.

 
At quarta-feira, 23 agosto, 2006, Blogger sururudisse...

Bulhão, foi uma atitude sensata ir ao estádio. Confessa-te lá: há quantos anos não assistias ao vivo a uma vitória portuguesa na liga dos campeões? Receias não assistir ao vivo a mais nenhuma esta época?
Quanto à descrição, confirmo tudo. É lindo ir ao Estádio da Luz. Mais pelo que se passa ao nosso lado do que o que rola à nossa frente. Compreendo a tua situação: é como ir a uma disco na Moimenta de Cima... e não levar meias brancas.
É lindo. Da última vez que lá estive (no estádio), dei por mim com um anão agarrado às minhas pernas a comemorar um golo dos "brumelhos". Felizmente ele também era do Benfica, senão tinha levado uma colhoada no nariz.

 
At quinta-feira, 24 agosto, 2006, Anonymous Anónimodisse...

"E, já agora, vê se percebes alguma coisinha de futebol- achas mesmo que é possível o Bayern e o Barcelona estarem no mesmo grupo? Vai mas é treinar a equipa de pedófilos da tua rua" (sancho urraco)

O Barcelona é pote A, o Bayern é pote B. Pergunta inteligente, será que duas equipas de paises diferentes e de potes diferentes podem ficar no mesmo grupo? Resposta inteligente, de quem não treina equipas de pedófilos: SIM.

 
At quinta-feira, 24 agosto, 2006, Blogger MMSdisse...

Há que saber dar a mão à palmatória, o anónimo tem razão.

Ficamos à espera que também se dê a mão à palmatória quanto à junção de Bayern e Hamburgo...

 
At quinta-feira, 24 agosto, 2006, Anonymous Anónimodisse...

BULHÃO COLHÃO

 
At quinta-feira, 24 agosto, 2006, Blogger Bulhão Patodisse...

Agora sou eu:
Anónimo Jerónimo

 
At quarta-feira, 06 setembro, 2006, Blogger Apredisse...

Até senti arrepios de repulsa por reviver nas tuas palavras as experiências que tive ao ir lá as vezes que fui, sim mais que uma.

 
At quarta-feira, 06 setembro, 2006, Blogger T-Rexdisse...

A curiosidade, acuriosidade...

Eis que chega o dia em que mais um infiel viu a Luz.

Mais vale tarde que nunca.

Naquela casa toda a gente tem entrada.
Deixem tudo arrumado e limpem os pés à entrada e está tudo bem.

Vedeta ou Marreta ?

 

Enviar um comentário

<< Home