Mãos ao ar

Blogue de discussão desportiva. Qualquer semelhança entre este blogue e uma fonte de informação credível é pura coincidência e não foi minimamente prevista pelos seus autores. Desde já nos penitenciamos se, acidentalmente, relatarmos uma informação com um fundo de verdade. Não era, nem é, nossa intenção.

quinta-feira, agosto 10, 2006

O Código do Olival

A demissão de Co Adriaanse teve o condão de tornar público um artigo obscuro do medieval código de conduta do balneário do FC Porto. Segundo as normas internas do clube, sabe-se agora que o treinador tem sempre direito a servir-se em primeiro lugar às refeições, enquanto o resto do plantel olha respeitosamente para os pés. Sabe-se agora também que, antes de os jogadores poderem tocar no manjar, o treinador está também autorizado a brincar com a comida, a fingir que dá garfadas na massa «só para rabiar» (Sic) e a elevar um prato fumegante de caril de frango à altura dos narizes dos jogadores, lembrando-lhes assim que o seu papel na hierarquia do clube é tão relevante como o orçamento prévio da Casa da Música. Aproveitando a oportunidade, o especialista em direito feudal e actos inquisitórios do Mãos ao Ar descobriu entretanto outros artigos do peculiar código de conduta do Olival:
Artigo 1: Em caso de matrimónio de um dos jogadores, o treinador tem direito à chamada prima nocte - a noite de núpcias com a noiva, enquanto o felizardo nubente guarda a porta do quarto para evitar desonras. Por vontade expressa de Adrianse, os namorados de Vítor Baía não estão abrangidos por esta imposição.
Artigo 2: Em caso de um golo mal consentido, o guarda-redes ou os defesas culpados devem ser esquartejados durante um quarto de hora. Para tal, o FC Porto conserva no Centro de Estágio do Olival três bois e um Jorge Costa que, amarrados a cada uma das extremidades do culpado, puxarão cada um para seu lado até que o infeliz assuma o erro ou, em alternativa, um dos ombros se separe do resto do corpo.
Artigo 3: Ao cruzarem-se com o treinador, os jogadores devem imediatamente assentar o joelho esquerdo no chão, curvar respeitosamente a coluna, elaborar uma vénia pronunciada com a mão direita e dizer: "Ó César Augusto, aqueles que vão morrer saúdam-te!" O jogador Sokota está dispensado do cumprimento deste ritual até retomar controlo sobre todas as peças do seu joelho esquerdo.

E ainda há quem diga que o regulamento era abusivo! Há gente que só está bem a dizer mal...

12 Comments:

At quinta-feira, 10 agosto, 2006, Blogger Leão Verdedisse...

Estava a ver que nunca nmais gozavas com os andrades... Muito bom. Só falta o artº 4º, o beija mão ao padrinho sempre que ele surge junto dos jogadores: Don...

 
At quinta-feira, 10 agosto, 2006, Anonymous Anónimodisse...

Está brilhante, mas sugiro - para bem da precisão histórica - que esse "prima nocte " seja substituído por Direito de Pernada ou pela expressão francesa Droit de Seigneur...

 
At quinta-feira, 10 agosto, 2006, Blogger Apredisse...

Brilhante descoberta do especialista em direito feudal.
Fenomenal!

 
At quinta-feira, 10 agosto, 2006, Anonymous Vilalãodisse...

Muito boa a prosa ... saudações de um portista ;)

Vilalão

 
At quinta-feira, 10 agosto, 2006, Anonymous Anatolydisse...

Lindo...

 
At quinta-feira, 10 agosto, 2006, Blogger Visigordodisse...

Só a acrescentar, porque de facto faltou-te um artigo.
- Nos casos em que o lençol não apresente sangue, deverá o presidente ser penitenciado, mas só em caso de se conseguir provar que foi ele próprio o autor de tamanha ofensa à la famiglia.
Qualquer prova apresentada em termos vagos, como temas frutais, sempre diferentes consoante a época, a maneira como cada um gosta de beber o seu café da manhã, mais leite, menos café, serão sempre considerados subjectivos.

 
At sexta-feira, 11 agosto, 2006, Blogger Don Corleonedisse...

Parece que os jogadores solteiros do FCP já não terão que se preocupar com o artigo do matrimónio, pois o professor Jesualdo já conta com 60 anos e a fumar daquela maneira, já nem o Viagra me parece que resulte

 
At sábado, 12 agosto, 2006, Anonymous Anónimodisse...

E ao que dizem o professor Jesualdo nem sequer está muito para aí virado. Se calhar, quem tem azar é o Baía... Ou sorte dependendo da perspectiva.

 
At sábado, 12 agosto, 2006, Anonymous Agoiro Jr.disse...

Brilhante, Bulhão, brilhante!

 
At sábado, 12 agosto, 2006, Anonymous Agoiro Jr.disse...

Brilhante, Bulhão, brilhante!

 
At terça-feira, 15 agosto, 2006, Blogger RuaInformdisse...

Isto é um bloger
parabens


Se Puderes e quizeres e puderes visita e registra-te em:
http://ruainform.pt.vu
Desde jà Obrigado

 
At quinta-feira, 17 agosto, 2006, Blogger MAFdisse...

OS LAMPIÕES SEM O ANÃO, NÃO VALEM NADA... MAS OS AUSTRÍACOS SIMPLESMENTE NÃO SE PERCEBE COMO É QUE HÁ OUSADIA PARA SE EQUIPAREM...

 

Enviar um comentário

<< Home