Mãos ao ar

Blogue de discussão desportiva. Qualquer semelhança entre este blogue e uma fonte de informação credível é pura coincidência e não foi minimamente prevista pelos seus autores. Desde já nos penitenciamos se, acidentalmente, relatarmos uma informação com um fundo de verdade. Não era, nem é, nossa intenção.

sexta-feira, junho 30, 2006

Humor Irresponsável

Como promotores de um blogue que é fonte de informação credível para milhões de pessoas, temos uma responsabilidade. Sabemos bem que você não sai de casa sem catrapiscar o Mãos ao Ar e dele beber avidamente o conteúdo diário. Gostamos sinceramente de pensar que somos importantes, e esse estatuto tem sido fundamental para a manutenção da nossa inviolabilidade [no sentido restrito do termo] aqui, na ala dos loucos furiosos, do Hospital Miguel Bombarda.
Ora, nestas semanas de Campeonato do Mundo, poucos temas ousaram furar a barreira do futebol e penetrar na agenda dos media. Até os pirómanos estão quietos e entretidos com a bola, deixando para Julho os incêndios que poderiam estar já a atear. Que me lembre, e com excepção para o já célebre boné da sorte do professor Marcelo (que diz tanto, tanto!, sobre a personagem), só me ocorre o caso do serial killer de Santa Comba Dão.
Uma das coisas lamentáveis nos serial killers é a sua falta de humildade. Aquilo é gente que continua, e continua, sempre à procura de um acto criativo mais perfeito, mais absoluto. Talvez o serial killer de Santa Comba Dão não tenha resolvido satisfatoriamente, como Gilles Deleuze e Manuel Maria Carrilho, o paradoxo kantiano do Eu e dos outros Eus, abafados e confusos, até ao ponto em que o sujeito reconhece que a sua verdadeira natureza é incompreensível para os sentidos. Todavia, e que se saiba!, Deleuze e Carrilho não saíram à rua para matar os vizinhos numa fúria incontrolável, enquanto o serial killer de Santa Comba Dão cedeu aos desejos mais mundanos. Parecendo que não, faz diferença. Sobretudo se o leitor viver em Santa Comba Dão.
Nada disto é muito relevante para um blog sobre futebol, modalidade onde, reconheço, os serial killers não abundam [descontando o Fernando Seara, mil vezes culpado de atentados contra o bom senso, a decência e a gramática]. O Jornal de Notícias, porém, escavou mais fundo do que os outros e revelou um traço decisivo da personalidade do ex-cabo da GNR de Santa Comba Dão.
É verdade. Este sexagenário, pacato vereador da junta de freguesia local [pelo PSD, eh eh eh!] e animador de bailaricos e festas regionais, era o grande dinamizador da Casa do Benfica de Santa Comba Dão. Bem sei que isso não quererá dizer que todos os associados da Casa serão serial killers. Não me custa a admitir que alguns, poucos, não o serão. Mas penitencio-me respeitosamente perante o Benfica e os benfiquistas, mesmo dispensando o cilício: quando Luís Filipe Vieira dizia que os benfiquistas são realmente os adeptos que saboreiam a vida até à medula, eu nunca acreditei que ele estava a falar a sério.

10 Comments:

At sexta-feira, 30 junho, 2006, Anonymous RRdisse...

Hum... pensando bem... acho que o Ted Bundy também era lampião... e o Charles Manson também... hum... começo a notar um padrão!

 
At sexta-feira, 30 junho, 2006, Blogger Guitarristadisse...

Tudo muito bem, mas há uma coisa que eu acho que tem que ser dita, sob pena de a verdade permanecer oculta. Tal como os pirómanos, o serial killer de Santa Comba Dão não está no activo no decorrer deste mundial. Aliás, consciente da responsabilidade acrescida de ser benfiquista - para além daquela que ser serial killer (em estrangeiro) já acarreta -, o ex-GNR tratou de ir cometendo os crimes aos poucos, com calma e alguma antecedência, ao contrário do hábito do bom povo português que tudo deixa para a última hora (quando não deixa para "amanhã"). Eu tenho para mim que isto é louvável. Futebol é futebol e quando o mundial começa tudo pára para ver a bola - sejas tu ladrilhador, técnico de informática, assassino, deputado ou jornalista. Não, jornalista não, que esses têm que escrever ou falar sobre o assunto. Agora o resto, pára tudo. Gostava por isso, caro Bulhão, que introduzisses no texto uma nota que esclarecesse este detalhe. Que não é de somenos.

 
At sexta-feira, 30 junho, 2006, Blogger Bulhão Patodisse...

Perfeitamente de acordo, Guitarrista. Em rigor, louvei o esforço dos pirómanos que guardam a carteira de fósforos e resistem ao apelo da mãe natureza durante o Mundial, sabe Deus a que custo e com que tormentas. Não me custa reconhecer que o serial killer teve igual sentido cívico. Mais houvesse como ele, e este seria um país melhor. Pelo menos com menos gente.

 
At sexta-feira, 30 junho, 2006, Anonymous Chalanadisse...

Fds és mesmo um fdp lagarto nojento.

 
At sexta-feira, 30 junho, 2006, Blogger Bulhão Patodisse...

Eu ia responder, Chalana, mas depois lembrei-me que tu podes ser membro de alguma Casa do Benfica, e eu depois aparecia nalguma esquina esventrado. Ná. Nessa, eu não caio. Até porque já apreciei mais ser esventrado. Está muito visto.

 
At sexta-feira, 30 junho, 2006, Anonymous luis freitas lobodisse...

Este post está um horror, não consigo perceber como é que não fecham este blog. Decididamente prefiro falar de 4x3x3, 4x4x2, 4x5x1, etc...
Vergonhoso e inqualificável, eu como bracarense estou possesso, que dizer da grandiosa família benfiquista. Sim, nem todos são vendedores de pneus!

 
At sexta-feira, 30 junho, 2006, Blogger inkisitordisse...

Essa do Fernando Searial Killer é uma ideia verdadeiramente preciosa!!
Há que aproveitá-la! Há que explorá-la!! Há que investigá-la!!!!
Será?
Será Seara um Killer Serial?
Será ele um killer, afinal?!!!
Seará?

 
At sexta-feira, 30 junho, 2006, Anonymous Anónimodisse...

Este lampião é um pouco ave rara. Os serial killers são normalmente pessoas inteligentes, perfil no qual os lampiolhos obviamente não se integram...

 
At sábado, 01 julho, 2006, Anonymous Anónimodisse...

Nao admira um serial killer ser benfiquista. A cor do clube "vermelho" provoca-lhes o fascinio. Outro o perfil de um serial killer, serem pessoas que necessitam de mostrar o seu poder atraves da vida das vitimas. Como se sabe os benfiquistas tem uma necessidade de se auto-afirmarem, o maior clube do mundo, o maior clube com mais socios do mundo.
Cuidado, muito cuidado com estes serial killers.

 
At sexta-feira, 07 julho, 2006, Blogger Apredisse...

Só podia ser, aliás foi o Vale Azevedo que na 1ª campanha eleitoral, foi a Caxias, onde disse orgulhose ter quase 100% de benfiquistas.

 

Enviar um comentário

<< Home