Mãos ao ar

Blogue de discussão desportiva. Qualquer semelhança entre este blogue e uma fonte de informação credível é pura coincidência e não foi minimamente prevista pelos seus autores. Desde já nos penitenciamos se, acidentalmente, relatarmos uma informação com um fundo de verdade. Não era, nem é, nossa intenção.

segunda-feira, fevereiro 27, 2006

Pensar como "A Bola"

Reunião de redacção de “A Bola” em Julho do ano passado.

Chefe de redacção — Então, vamos lá ver: quem será o prémio Regularidade do jornal no final da próxima época? Quero ouvir propostas.
Jornalista 1 – E… E se fosse o Liedson?
Chefe de redacção – Se era uma piada, não achei muita graça. Não queres abrir a caixa que deu origem a todos os males, a caixa de Tandoori, pois não?
Jornalista 1 – Desculpe, chefe, não torna a acontecer.
Jornalista 2 – E se fosse alguém do Braga? O professor Jesualdo é tão amigo desta casa.
Chefe de redacção – Não é mal pensado, não senhor, mas o Benfica perdeu lá há pouco tempo. Não queremos premiar essa gente, pois não? Isso seria pior do que espetar uma trança em África.
Coro de jornalistas – Não.
Jornalista 3 – E se déssemos o prémio a alguém do FC Porto. É que – se calhar, eu vou dizer uma grande tolice – as pessoas podem desconfiar. Temos o prémio desde 1971 e nunca o demos a um portista.
Chefe de redacção – Se queres processos democráticos, vai para a Coreia do Norte. O regulamento do prémio proíbe-o explicitamente. Isso seria como a lenda do cavalo destroyer: estaríamos a meter o inimigo dentro das nossas muralhas.
Jornalista 3 – Mas já demos o prémio uma vez a um jogador do Sporting…
Chefe de redacção – É para veres o que dá a autogestão. Em 2002, fui tratar de um dente e, quando voltei, já tinham dado o caneco ao João Pinto. Organizei logo uma purga aqui dentro. Aliás, desde então, fiquei com uma purga atrás da orelha.
Jornalista 2 – Ó chefe. E se déssemos o prémio a um jogador do Benfica?
Chefe de redacção – Ora, ora. Não é nada mal pensado. Mas não pode ser o Simão outra vez. Lá diz o povo que não há bela sem Simão.
Jornalista 3 – E… E… E se fosse o Nuno Gomes?
Chefe de redacção – Muito justo. Gosto da tua maneira de pensar, rapaz. Façam constar aos repórteres que ele não pode ter abaixo da nota 7, mesmo que falhe três golos de baliza aberta. E digam-lhe que as apreciações individuais devem sempre designá-lo como “o Nuno”: O Nuno rematou; o Nuno correu; o Nuno teve pinceladas de génio. O Nuno, de tão rápido, provoca ilusões góticas nos defesas.
Jornalista 3 (baboso) – Bravo, chefe. Se me permite, é um prazer ter pessoa tão qualificada à frente dos destinos desta casa.

16 Comments:

At segunda-feira, 27 fevereiro, 2006, Blogger Guitarristadisse...

Muito bom. Mas deixo aqui uma sugestão: que se faça uma análise às avaliações dos jornalistas do Público aos jogadores do Benfica. Aliás, sempre que um jogaor leva mais de 6 na avaliação, eu sugeria que se fizesse um "O Público errou". Benfiquistas naquela redacção é que não!

 
At segunda-feira, 27 fevereiro, 2006, Anonymous Juvenenodisse...

Este texto está bom, mas na atribuição dos prémios não haverá dedo do Bonzinho?
Esta merda de jornaleiros de A Bola são a maior equipa de cegos, são mesmo aqueles só vêem vermelho.
Para o Nuno Gomes sugiro o prémio Isabel Queiroz do Vale, é que o rapaz penteia-se bem, mesmo com o problema no frontal provocado pelo JVP.

 
At segunda-feira, 27 fevereiro, 2006, Blogger Insurrectodisse...

E já agora.... analisar OJOGO..

Que tal?

 
At segunda-feira, 27 fevereiro, 2006, Blogger Bulhão Patodisse...

Não costumo comprar, mas posso tentar. Em nome do rigor científico.

 
At segunda-feira, 27 fevereiro, 2006, Anonymous Anónimodisse...

Oh rui, isso é td raiva ou é só parvoíce? Bem me parecia...

 
At segunda-feira, 27 fevereiro, 2006, Anonymous Rui Gomesdisse...

Ó cabrão. Para tua informação, a Bola já deu o prémio ao Américo (67), ao Tibi (74), ao Freitas e Gabriel (81), ao Fonseca (82), ao Eurico (85), ao Baía (90 e 95) e ao Jorge Costa (99) - todos do Futebol Clube do Porco. Queixas-te de quê? Tripeiro filho de puta.

 
At segunda-feira, 27 fevereiro, 2006, Blogger Bulhão Patodisse...

Raio de gente que leva tudo a sério! Caro Rui Gomes, se não gosta, não come. Mas desampare-me a loja.

 
At terça-feira, 28 fevereiro, 2006, Anonymous Cosme Garciadisse...

Só pergunto: se não gostas do jornal, por ter uma costela benfiquista, porque é k o compras?
A Bola não faz mais do que a obrigação. Valoriza o seu próprio mercado.

 
At quarta-feira, 01 março, 2006, Anonymous Alcino Carrapatosodisse...

Não foram eles que o consideraram o "Homem do Ano"? (capa de jornal do último dia de 2005)

 
At quarta-feira, 01 março, 2006, Blogger Bulhão Patodisse...

Já nem me lembrava do "Homem do Ano". É verdade. Julgo que, no próximo ano, o prémio será entregue ao cotovelo do Luisão.

 
At quarta-feira, 01 março, 2006, Blogger Guitarristadisse...

Ah-ah! Apanhei-te, Bulhão! Confessa: és tu o verdadeiro José António Lima. Essa obsessão com o cotovelo do Luisão é patologia de Zé António. Admite, ó sportinguista... d'A Bola.

 
At quarta-feira, 01 março, 2006, Blogger Bulhão Patodisse...

Oops. Que deslize! Tiro o chapéu a quem me desmascarou.
Reconheço: sou o José António Lima.
Só que em bom…

 
At quarta-feira, 01 março, 2006, Blogger Sancho Urracodisse...

Impostor! O verdadeiro José António Lima mas em muito bom sou eu!

 
At quarta-feira, 01 março, 2006, Anonymous Apredisse...

Magnifico texto.
Gostei da tua resposta e publicação deste comentário:
'Para tua informação, a Bola já deu o prémio ao Américo (67), ao Tibi (74), ao Freitas e Gabriel (81), ao Fonseca (82), ao Eurico (85), ao Baía (90 e 95) e ao Jorge Costa (99) - todos do Futebol Clube do Porco. Queixas-te de quê?'
Impressionante como há leitores da Bola que guardam em casa arquivo de todas as edições!

 
At quarta-feira, 01 março, 2006, Blogger Bulhão Patodisse...

E mais: como gastam tempo de pesquisa para depois poderem insultar... mas com dados!
Mais a sério: desde que afixei o post sobre o Benfica-FC Porto, recebi coisas inenarráveis. Uma das criaturas sugeriu que foi pena eu não ter sofrido nada no meu recente acidente de carro. E o frustrado sou eu?

 
At quinta-feira, 02 março, 2006, Blogger Guitarristadisse...

Não te apoquentes. Há quem vá de propósito ao Dianabol só para me chamar "paneleiro"... Recentemente houve um que até elaborou sobre o tema. E, suponho, fazendo uso da experiência pessoal. Não tenho dúvidas: o melhor é assinalar os textos com smileys no canto superior direito. Um desenho vale mais que mil palavras.

 

Enviar um comentário

<< Home