Mãos ao ar

Blogue de discussão desportiva. Qualquer semelhança entre este blogue e uma fonte de informação credível é pura coincidência e não foi minimamente prevista pelos seus autores. Desde já nos penitenciamos se, acidentalmente, relatarmos uma informação com um fundo de verdade. Não era, nem é, nossa intenção.

sexta-feira, janeiro 06, 2006

O sorteio do Mundial

Já passou cerca de um mês sobre o sorteio relativo à fase final do Campeonato do Mundo. A sensivelmente meio ano de distância do torneio, já dá para fazer algumas conjecturas sobre o escalonamento dos grupos, apontar os favoritos, as surpresas e as decepções. O que vão ler a seguir é uma visão minha, pessoal e que não obedece a critérios lógicos. Pois, porque se tudo dependesse de mim, a Apaf não tinha vencido o campeonato da época passada.

Grupo A: Aposto na passagem da Alemanha e da Polónia. Os germânicos porque interessa à FIFA e os polacos porque mostraram na fase de grupos serem muito fortes. Se pudesse escolher, preferia a Costa Rica e o Equador, por motivos óbvios – gosto muito dos seus hinos nacionais.

Grupo B: Se a Inglaterra e a Suécia não passarem, será uma grande surpresa, mas acho escandaloso Eskilsson não fazer parte das preferências do seleccionador sueco. Não nutro especial simpatia pelo Paraguai nem por Trindade e Tobago, mas gostaria que Portugal enfrentasse os ingleses mais lá para a frente, num jogo equilibrado, com prolongamento e que tudo fosse resolvido por Ricardo, que defenderia quatro penalties sem luvas.

Grupo C: É o grupo mais equilibrado. Sempre gostei da Argentina e da grimpa dos jogadores das pampas e, por mim, já estava na final. Também gosto da Holanda, simpatizo com a Sérvia por ter obrigado os espanhóis a irem ao “play-off” e a Costa do Marfim pode surpreender. Aposto, no entanto, na Argentina e na Holanda.

Grupo D: É o nosso. Penso que os ditames do sorteio foram favoráveis, mas o México não pode ser desprezado. O Irão irrita-me e Angola também – preferia, de longe, que o Ruanda fosse um dos representantes africanos. Passam Portugal e México.

Grupo E: O mais equilibrado de todos e agrupa selecções de que gosto. Não aprecio equipas italianas, mas admiro a selecção. A República Checa merece um lugar de honra por tudo o que tem feito na última década, o Gana é a mais forte das equipas africanas e os Estados Unidos tornaram-se num caso sério. Numa decisão polémica, escolho os checos e os americanos.

Grupo F: Não gosto do Japão nem do Brasil. Torço, por isso, pela Croácia e pela Austrália, mas não creio que passem os dois. O Brasil não pode ficar pelo caminho por decreto divino, mas aposto na revelação Austrália – pela qualidade dos seus jogadores e pela cor dos calções.

Grupo G: É o grupo mais desprezível de todos. Não gosto de ninguém à excepção do Togo e, mesmo este, chateia-me porque tem um formato geográfico completamente imbecil. Mal por mal, preferia que passasse o Togo – os restantes que se matem uns aos outros.

Grupo H: Outro grupo que não me diz quase nada mas, pessoalmente, gostaria que a Espanha ficasse pelo caminho porque sim e porque são espanhóis. A Tunísia é-me indiferente, gosto da bandeira da Arábia Saudita e não me custa admitir que a Ucrânia até é simpática. Aposto na Ucrânia e na Tunísia; contra os espanhóis, marchar, marchar.

12 Comments:

At sexta-feira, 06 janeiro, 2006, Anonymous Jay Jay Okochadisse...

Não gostas de equipas italianas? Será porque a Udinese, o Ac Milan, o Inter, o Bolonha e o Nápoles te encavaram nos últimos anos? Deve ser.

 
At sexta-feira, 06 janeiro, 2006, Blogger Bulhão Patodisse...

Qual é o formato do Togo?

 
At sexta-feira, 06 janeiro, 2006, Blogger Sancho Urracodisse...

Também é por isso, Jay Jay. As equipas italianas, mesmo que levem banhos de bola, ganham sempre. E estou a falar pelo Sporting, pela generalidade das equipas portuguesas e até pela selecção nacional. Capice?

Bulão: o formato do Togo é mesmo completamente imbecil, países assim não deviam entrar no Mundial

 
At sexta-feira, 06 janeiro, 2006, Blogger GoncaloSoaresSilvestredisse...

Atenção o Irão, que por motivos políticos será dificl de bater, além de que tem uma equipa experiente.
Angola vai comer a relva contra nós e o México é o que se sabe. Por isso não vão ser favas contadas.

 
At sexta-feira, 06 janeiro, 2006, Anonymous RRdisse...

Tenho muita pena de não ter dado um Inter-Benfica! Até para perceberem porque o Karagounis não calçava em Milão...

 
At sexta-feira, 06 janeiro, 2006, Blogger Ruidisse...

O Equador e o Paraguai são bastante fortes, equipas daquelas destinadas a fazer figura em fases finais.

O México também será um adversário duro.

De resto quero que os Austrolopitecos percam todos os jogos por mais de 5 e com expulsões em todos eles. E não me importarei muito se metade da equipa sofrer algum tipo de lesão que os impeça de jogar á bola no minimo 2 anos!!!

 
At sábado, 07 janeiro, 2006, Anonymous Juvenenodisse...

Sancho, por uma questão de sanidade mental, acho que te devias de abster aos comentários tristes do Gay Okocha
Capice?
Quanto ao Mundial, que é o que interessa para este assunto, acho que Portugal vai passar com relativa facilidade este grupo, mas não auguro nada de transcendente no restante desta competição.
O meu favorito a ganhar o mundial é a Argentina, porque parafraseando o Bulhão, contra o Brasil marchar, marchar...

 
At sábado, 07 janeiro, 2006, Blogger EvOl rOmAdisse...

Como sempre torço pela Argentina, Uruguai, Coreia do Norte, URSS, Estados Unidos, Eriteia, Etiopia, Litchenchtein e Ilhas Faroé!
Quer estejam ou não presentes.
mas...
a FIFA encarregar-se-á de levar até à final Alemagnia e Brazucas, certamente.

 
At sábado, 07 janeiro, 2006, Blogger Bulhão Patodisse...

É bem possível, Evol Roma.
Por motivos pessoais, tenho muito carinho pelo Equador. E pela Costa Rica. Mas não arrisco um cêntimo nas respectivas participações.
Se tivesse de arriscar uma final (e ignoro se os emparelhamentos o permitiriam), diria que em Berlim vão estar Brasil e Itália. E nesse dia vou ser azzurro.

 
At domingo, 08 janeiro, 2006, Blogger Humberto Coelhodisse...

Caros Amigos,
Análise Pós-Presidencial e cenário futuro no interior do PS em http://estaleiro.blogspot.com/ !!!
Obrigado pela atenção.

 
At segunda-feira, 09 janeiro, 2006, Anonymous Apredisse...

Muito bem argumentado, só não concordo as passagens de:
Portugal e Alemanha, acho que são eliminados logo na fase de grupos, Portugal será mesmo evaporado do campo pelos cintos especiais dos Iranianos.

E acho que passam:
Equador, Italia, Gana, Angola, Irão.

No resto concordo, só tenho pena dos Iranianos não terem ficado no grupo de Espanha.

 
At segunda-feira, 09 janeiro, 2006, Anonymous Octávio Partodisse...

Como sportinguista ainda estou em estado de choque com o último Braga vs SCP. Não pelo resultado - nesse aspecto já nada me espanta - mas pelo facto de nunca, mas nunca mais poder vir a gozar com o "miúdo" João Pereira... O Benfica ganhava ao MUnited e eu puxava da cartola o João Pereira, o Benfica festejava na Avenida e eu desenterrava o João Pereira. O Sporting ganhava 2-1 ao Benfica e - cereja no topo do bolo - eu ainda falava do João Pereira.
Mas sábado, aos 82 minutos, senti-me a desabar como um castelo de cartas: eu vi o João Pereira a entrar para o lugar do Tello. Desde sábado que tenho o meu lugar de Leão à venda e que sou adepto, em exclusividade, do GD Peniche.

 

Enviar um comentário

<< Home