Mãos ao ar

Blogue de discussão desportiva. Qualquer semelhança entre este blogue e uma fonte de informação credível é pura coincidência e não foi minimamente prevista pelos seus autores. Desde já nos penitenciamos se, acidentalmente, relatarmos uma informação com um fundo de verdade. Não era, nem é, nossa intenção.

sexta-feira, dezembro 09, 2005

Rodrigo, o Leão

Há mais de 40 vulcões activos no Chile, mas, com a pontaria que nos caracteriza, recrutámos um sem chama, espécie geológica sem interesse nem utilidade pública. Há quatro anos que aguardamos por uma faúlha, um mero vestígio de actividade. Em vão. Da montanha Rodrigo Tello, acreditem, não saem mais do que soluços.
Tello desempenha uma das posições mais ingratas do futebol moderno – colado à linha, mandam-lhe que vigie uma faixa de 60 metros, verdadeiro pesadelo para um atleta pesado e sem velocidade. Nos cantos e livres, cabe-lhe o lugar do morto – lá atrás, longe da acção e sujeito às investidas galopantes de um qualquer N’Doye. A tudo, Tello diz que sim, submisso, ou não fosse súbdito do país que aturou Pinochet durante décadas a fio. *
No Sporting 2005/2006, nada há a temer para além do próprio medo. Ah! E um erro qualquer do Tello. Disso também temos de ter medo.
Raro é o jogo em que ele não compromete – ou porque falha um passe estratégico, ou porque é perna-curta e não desfaz um cruzamento ou ainda porque é mais vulnerável às investidas contrárias do que a modelo Rute Marques.
No Dragão, em jogo de escassas oportunidades, a hipótese mais flagrante do FC Porto foi despoletada por uma intercepção infeliz do chileno. Como sempre, tapou a cabecinha com as mãos e lamentou a má sina. Para além de tudo, o nosso homem reage malzinho ao infortúnio.
Há quem goste dele. Quem? A mãe, o pai e possivelmente a esposa. E um escasso nicho de adeptos que a deusa pagã do acaso colocou sarcasticamente no meu sector.
Esta gente – que prefiro não identificar, porque eles sabem bem quem são – vê no Tello o prodígio da alquimia. Onde Alvalade vê um passe deficiente, o grupo Pró-Tello antevê uma desmarcação. Onde o estádio identifica um cruzamento defeituoso, vêem eles um golpe de génio. Onde TODA a gente vê um marcador banal de bolas paradas, pressentem eles o Platini de Santiago do Chile.
Há coisas de que Tello não tem culpa. Não tem culpa de não saber passar com o pé direito. Não saber cabecear. Não saber centrar. Não saber defender. Não saber correr. Não saber respirar. Não tem culpa de nada, o pobrezinho. Mas o milhão e meio de contos que com ele foi gasto dava para sustentar a Academia de Alcochete (Academia Puma, ao que dizem agora) durante sete épocas e meia. Caramba! Em sete temporadas e meia, saiu de lá o Nuno Valente, o Paíto (argh!), o Valdir, o André Marques e outros de que nem ouvimos falar. Sou só eu que acho absurda esta forma de gastar dinheiro?

* A propósito de Pinochet, não resisto a contar uma velha piada: sabem qual é a semelhança entre o Benfica e o General Pinochet? Ambos reúnem milhares de pessoas em estádios e torturam-nas sem piedade.

15 Comments:

At sexta-feira, 09 dezembro, 2005, Blogger cheewakadisse...

Eu não faço parte do clube de fãs do Rodrigo e até subscrevo algumas das críticas aqui feitas, mas há que sublinhar que ele não é lateral e que na selecção chilena até já jogou a... "número 10".

 
At sexta-feira, 09 dezembro, 2005, Anonymous Anatolydisse...

Um dos indícios de que o Tello não vale nada é precisamente esse: andamos há 4 anos a discutir qual é a posição dele.

 
At sexta-feira, 09 dezembro, 2005, Anonymous Anónimodisse...

Nem parece teu: um post em que não dizes mal do Benfica. Estás doente?

 
At sexta-feira, 09 dezembro, 2005, Anonymous Jay Jay Okochadisse...

Há um erro na tua prosa - não contratas-te um vulcão sem chama. Contratas-te dois. E o Pinilla? Fiquem com o Tello por muitos anos que nós temos o Leo, o melhor lateral esquerdo do campeonato português.
Campeões somos nós. SLB4ever

 
At sexta-feira, 09 dezembro, 2005, Anonymous Jonathandisse...

Eu suponho que sou do grupo Pró Tello. Eu acho k o gajo ainda vai fazendo umas coisas. Um livre directo aqui (SCP-V Guimarães do ano passado); um centro para golo acolá (SCP-SLB deste ano). Mas é evidente k não vale metade do k pagámos por ele.

 
At sexta-feira, 09 dezembro, 2005, Anonymous Anónimodisse...

Não sou pro-Tello nem anti-Tello, sou pro-Sporting e por isso lamento ver os próprios sportinguistas a marginalizarem a alguns jogadores que mesmo que não valham aquilo que se pagou por eles, vestem a nossa camisola com galhardia. Muitas vezes estas coisas crescem como uma bola de neve e não há atenuantes que salvem a pele de alguns jogadores. Eu por mim, sei de alguns factos que não esqueço, e que fazem com que considere o Tello um jogador normal, nem tão bom como o que se pagou por ele poderia supor, nem tão mau como muitos querem fazer passar. Dele, lembro que joga adaptado a LE, e que um dos momentos mais felizes dos ultimos anos, para muitos sportinguistas, nasceu dos pés dele: O golo contra o AZ. De resto, como qualquer jogador mediano, erra e acerta. Mas é um jogador como uma garra que dentro do nosso plantel, poucos superam. Infelizmente, não podemos ter os foras-de-série.

 
At sexta-feira, 09 dezembro, 2005, Blogger Sancho Urracodisse...

Por uma vez na vida, estou em desacordo com o Bulhão. Sou um dos defensores de Tello, e não é por acaso que todos os treinadores que passaram pelo Sporting sempre o tenham aprovado. Até acho que é o melhor jogador em Portugal a centrar.

Boa, Jay Jay, e depois do Leo, quem vier, morre. Tello é melhor que Leo e, pelo menos, é o melhor jogador chileno a jogar no Sporting e cujo primeiro nome é Rodrigo

 
At sexta-feira, 09 dezembro, 2005, Anonymous LuisMdisse...

Para mim o Tello é bom jogador. E só não dá mais porque lhe pesa o facto de termos pago um balúrdio por ele, mas aí ele não tem culpa. Não vale milhão e meio, pois não. Mas teve o azar de chegar muito novo numa altura em que o meio-campo estava muito bem povoado. Agora põem-no a def esq, onde ele não rende tudo o que pode.

 
At sexta-feira, 09 dezembro, 2005, Anonymous Agoiro Jr.disse...

É assim, a vida...! há os chamados "martinistas", há os "Pinillistas" e há também os "Rodriguistas"...Eu não me esqueço do golo ao Guimarães antes da ida à Luz nem do "Cantinho do Tello" no jogo em Alkmaar, provavelmente o golo que mais comemorei em toda a minha vida! Agora, tb acho que ele não rende o que podia a DE e parece-me que hoje, dada a ausência de C. Martins, podia perfeitamente fazer a posição dele, interior esquerdo. Acho que era o natural sucessor da posição do Viana na época passada. É um jogador que dá tudo em campo, um dos únicos que ficou "de rastos" depois da derrota com a Académica esta época, não cria problemas no balneário. Na época passada foi o jogador da esquipa com maior número de assistências para golo, apesar de não ter feito nem metade dos jogos! E está no plante há vários anos e nenhum dos treinadores o dispensa (porque será?). Pode ser que hoje ele "resolva"!!

 
At sábado, 10 dezembro, 2005, Blogger manolodisse...

A mim o Tello também me enerva, concedo que seja melhor interior esquerdo que lateral (que não é mesmo) e cruze bem. Mas cada vez que toca na bola, que falha um passe estúpido, que detém o record de escorregadelas em momentos críticos, é óbvio que temos tudo a ganhar ao apostar no A. Marques (onde está o Edson?). Um excelente post, como, aliás, vem sendo hábito.

 
At domingo, 11 dezembro, 2005, Blogger maria papoiladisse...

Ouvi dizer há tempos que, como medida de contenção de despesas, a sad lagartixa está a pensar sériamente em juntar Pinilla e Tello e formar um único jogador: PinTello!

 
At domingo, 11 dezembro, 2005, Blogger Alexdisse...

Parabéns pelo Blog que é de leitura obrigatória, apesar de não comungar da mesma cor clubista.

Em relação a este post apenas quero comentar a piada do Pinochet.
Alterando um pouco o velho provérbio português :
"Quem sofre por gosto não cansa !"
Saúdinha

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Anonymous Apredisse...

É aquela história do Pinilla e o Tello juntos não valerem um Pintello.

Mas eu até aprecio o rapaz, foi ele que marcou o livre decisivo na ante.penultima jornada que deu a vitória 1-0 sobre o Guimarães, para depois o Ricardo, poder brilhar na Luz.

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Anonymous Archiedisse...

Don Tello é e será sempre intocável!!! O que lhe falta em técnica compensa em esforço!!!

 
At sábado, 17 dezembro, 2005, Blogger Lars o Kirkdisse...

Injusto e cruel este post Sr. Pato. Eu gosto do Tello! Não é um prodigio mas, quem o é de momento no Sporting? Contudo, é um grande sportinguista, ama o seu clube do coração, nunca levanta ondas, está sempre satisfeito e joga sempre para honrar a sua camisola. O mesmo nao se pode dizer da maioria dos outros não-prodigios. E acho que tem e terá sempre lugar no nosso plantel. Acho eu e têm achado todos os treinadores que por lá têm passado e olha que ele já correu vários! E arrisca-se em breve a tornar-se no jogador mais antigo do sporting:
- TELLO A CAPITÃO JÁ!!!!!!

 

Enviar um comentário

<< Home