Mãos ao ar

Blogue de discussão desportiva. Qualquer semelhança entre este blogue e uma fonte de informação credível é pura coincidência e não foi minimamente prevista pelos seus autores. Desde já nos penitenciamos se, acidentalmente, relatarmos uma informação com um fundo de verdade. Não era, nem é, nossa intenção.

terça-feira, dezembro 13, 2005

A Odisseia dos Sete – Parte 1

Associado às comemorações dos 19 anos da esmagadora vitória de 7-1 sobre o Benfica, o Mãos ao Ar sintoniza a sua antena exclusivamente neste evento definidor da modernidade. Até final da semana, brindaremos os amáveis leitores com um texto diário dedicado à efeméride. Esperemos que os siga com a mesma atenção do guarda-redes Silvino naquele fim de tarde de 1986.

Começo por dizer que, se todas as pessoas que já me garantiram terem estado no estádio José Alvalade nesse 14 de Dezembro de 1986 tivessem efectivamente lá ido, o estádio teria enchido seis vezes. Como não consta que a capacidade do recinto fosse então de 300 mil espectadores, há forçosamente muito mentiroso entre os meus contactos.
Eu estive. Por inacreditável e feliz coincidência, tive acesso a bilhete menos de duas horas antes do início da contenda. Vi o jogo na antiga Bancada Nova, virado para o lado sul – aquele em que o Silvino chupou cinco golos. Confesso que cheguei a ter pena do homem. Mas passou rapidamente.
Desse jogo, como em todas as grandes batalhas, gerou-se um mito, um herói incontornável. Atrevo-me a dizer que, se no final do jogo, o Manel tivesse pedido que todos os adeptos se tornassem católicos, até o mais empedernido ateu juraria amor à virgem de Guadalupe. Tivesse o jogo ocorrido na NBA e o número 9 teria sido retirado do lote para nunca mais ser usado.
Para os sportinguistas, os 7-1 são o momento definidor, como a tomada da Bastilha para os franceses ou a batalha de Trafalgar para os ingleses. Só que felizmente o Manel não teve de perder braços, nem pernas, nem rins, como o almirante Nélson.
O 7-1 é categórico. É indiscutível. Eterno como a chama olímpica. Por muitos anos que passem, este fogo não se apaga. E é o derradeiro argumento para ganhar discussões.
Com portistas:
- Ah, e tal! Ganhaste a Liga dos Campeões mas nunca esmagaste o Benfica por 7-1.
- Glup [portista a engolir em seco]

E com benfiquistas:
- Por muitos campeonatos que tenhas ganho no tempo da Inquisição, os 7-1 são uma nódoa que não sai nem com benzina.
- Chuif [benfiquista a soluçar] ou Hic [benfiquista bêbado a soluçar]

Há alguns anos, por motivos que agora não vêm ao caso, tive oportunidade de falar com o Carlos Manuel sobre o jogo. Perguntei-lhe o que discutia ele com o Diamantino no centro do relvado das sete vezes em que lá teve de ir tocar a bola para reatar a partida.
Resposta do Carlão: Perguntávamos um ao outro com quem nos dávamos bem na equipa do Sporting para pedir pelos santinhos que o massacre acabasse.
Os deuses, porém, acabaram por ser benevolentes para o Benfica.
Se Vítor Correia não tem apitado para o fim do jogo, o resultado poderia ter sido histórico!…

21 Comments:

At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Anonymous Jonathandisse...

Eu mal era nascido no ano desse jogo. Mas sempre ouvi o meu pai a dizer que foi um jogo... glorioso. Gostava muito de ver ao vivo uma tareia igual.
E faltou-te dizer uma coisa: mesmo para quem não o viu jogar, o Manuel Fernandes é um herói.

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Anonymous Jay Jay Okochadisse...

É sempre a mesma coisa. Quando estão em baixo falam da merda deste jogo, que não valeu nada. Sabem quem foi campeão nessa época? Claro, o glorioso.
Campeões somos nós. Agora e sempre.

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Anonymous Bibotadisse...

Deves estar a brincar? Trocavas a Liga dos Campeões... perdão... as duas ligas dos campeões por uma vitória contra os coxos. Dessas temos muitas.

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Blogger Sancho Urracodisse...

SCP7ever!

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Blogger Rantasdisse...

Só eu sei porque não fico em casa :-D

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Anonymous Chalanadisse...

Vocês são mesmo um clube de frustrados e de viscondes mal amanhados. A taça que ganharam nesse jogo deve estar no vosso museu a apanhar pó. Ah! É verdade! Não ganharam taça nenhuma.

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Blogger Beckdisse...

Eu estive lá, e posso acrecentar que o SLB esteve mesmo mal - na 2ª parte.
Ao menino Manuel, se ele tivesse jogado no Euromilhões, que ainda não existia, teria ganho sem dor, tal a facilidade com que as coisas boas lhe aconteciam.
Acontece uma vez na vida, aos sortudos!

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Anonymous Anónimodisse...

Portista:

Não demos 7-1 em casa aos lampiões, mas demos 5-0 na Luz com direito a taça(esse 7-1 serviu-vos para quê?).

E não se esqueçam que um portista pode sempre responder a um sportinguista que já vos enfiou 10-1 ( a maior goleada sofrida pelo Sporting em todo o seu historial)

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Blogger Peyroteodisse...

E foi apenas 7-1 porque jogámos mal na primeira parte! :)

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Anonymous Archiedisse...

Eu é que estive lá, garantidamente, na ala persuína da Juventude Leonina, na mítica Bancada Nova!!! E posso-vos dizer que a cada golo descia 2 degraus dessa bancada! Claro que acabei o jogo quase na pista de tartan! Grande Manuel Fernandes! Grande Sporting!

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Anonymous Archiedisse...

Eu é que estive lá, garantidamente, na ala persuína da Juventude Leonina! Grande Manuel Fernandes! Grande Sporting|||

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Anonymous Juvenenodisse...

Ainda me lembro como se fosse hoje, com os lampiões a queimarem as bandeiras.
LINDO!!!

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Anonymous Pisa Lagartosdisse...

Mas nunca levámos 6 batatas na nossa casa!
Pior levaram 6 batatas e perderam o campeonato!
Deram 7 e perderam o campeonato.
O que vale é que contentam-se com pouco... é o espírito de lagarto. Netos de visconde mas pobres de espírito.

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Blogger El Ranysdisse...

"sim eu sei
que tudo são recordações
Sim eu sei
Que é triste viver de ilusões
Mas tu foste
A mais linda história de amor
que um dia me aconteceu

E recordar é viver..."

Rapaziada, ouçam bem o que eu vos digo
E gritem todos comigo
VIV'Ó SPORTING

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Anonymous Alexanderdisse...

O QUÊ?!! "Glup"?!? Já esmagamos os mouros na Luz por cinco sequinhos! E não trocava um único dos nossos SEIS troféus internacionais por uma vitória por 7, 8 ou 9-1 sobre o SLB.

Ah, e já agora, quantos desses sete golos foram marcados em fora de jogo?

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Anonymous Anatolydisse...

Em fora de jogo? Nenhum.
Mas quantas vezes ganhaste aos lampiões e os viste a debandar do estádio, queimando tudo? Que glória.

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Blogger Ruidisse...

A verdade é que MUITO mais que o resultado desportivo, vi algo que me alegrou a alma como nunca pensei poder acontecer.

Os adeptos do clubeco de treta que se auto intitula como o maior do mundo (ou agora na versão mais pobrezinha, depois da travessia dos 10 anos interrompida pelo champ APAF e com as ausencias das competições europeias pelo meio)como um dos maiores, a queimarem caches, bandeiras e cartões de sócio.

Não eram 2/3 ou meia duzia... eram dezenas de galinhas histericas a sentir a degola e a conspurcar os simbolos máximos do clubeco de que dizem gostar.

Nunca em toda a minha vida, NUNCA no meu ENORME CLUBE, vi os adeptos a terem tal atitude.

Mas está bem, eles estão todos bem uns para os outros!!!

 
At terça-feira, 13 dezembro, 2005, Anonymous Sector B32disse...

Não eram 2/3 ou meia duzia... eram dezenas de galinhas histericas a sentir a degola e a conspurcar os simbolos máximos do clubeco de que dizem gostar.

AHAHAHAHAHAHAHA

:)

galinhas histéricas a sentir a degola!! MUITO BOM!! Bela expressão.
AHAHAHAHAHAHAHAHAHA

 
At quarta-feira, 14 dezembro, 2005, Anonymous Mata&Esfoladisse...

Levaram 7, e podem espernear à vontade, não ha volta a dar...

Quanto ao tripas que aqui anda a falar vai la ver quantos ja levaste do SCP tb...

 
At quinta-feira, 15 dezembro, 2005, Anonymous Anónimodisse...

Garantidamente não temos nenhuma goleada de 10-1 contra os lagartitos.

 
At quinta-feira, 15 dezembro, 2005, Anonymous Apredisse...

Foi quase histórico!

 

Enviar um comentário

<< Home