Mãos ao ar

Blogue de discussão desportiva. Qualquer semelhança entre este blogue e uma fonte de informação credível é pura coincidência e não foi minimamente prevista pelos seus autores. Desde já nos penitenciamos se, acidentalmente, relatarmos uma informação com um fundo de verdade. Não era, nem é, nossa intenção.

terça-feira, novembro 01, 2005

Ídolos com Pés de Barro

Sou leitor convicto e obcecado do jornal “A Bola”. Sou tão dependente de “A Bola” como Calado de Melão ou Valentina Torres (uma das minhas fixações) de Armando Gama. Considero o jornal da Travessa da Queimada uma importante bolsa de conhecimento antropológico e uma fonte inesgotável de gags involuntários. "A Bola" é como aquele avô velhote, que conta as maiores patranhas enquanto se engasga e verte em gás o resultado do avantajado almoço. Mas à "Bola" e ao avô perdoa-se tudo.
“A Bola”, está claro, não é um jornal, como a maior parte do mundo ocidental entende a imprensa. “A Bola” é um manifesto publicista. Ela existe com o único fim de glorificar as conquistas esporádicas do Benfica e menosprezar as derrotas quotidianas do clube. Sem o Benfica, “A Bola” não existiria. Perderia a sua razão de existência. Definharia sem motivo. Seria mesmo capaz, num acesso de loucura inédita, de fazer manchete com uma vitória do FC Porto (ver esta proposta). Mas aí estaríamos num universo ficcional, onde o Bibi não teria dívidas fiscais, Luís Filipe Vieira saberia ler as instrucções de um boletim de voto, Eusébio conseguiria conjugar verbos no conjuntivo e Cavaco Silva conseguiria comer bolo-rei de boca fechada. Mas aí, repito, estaríamos no universo da ficção.
“A Bola” não necessita de combater os rivais no mercado. Postulou para a posteridade que é a Bíblia do Desporto, que muita gente por esse país fora aprendeu a ler nas suas páginas e que o jornal está para o Portugal do século XX como o livro vermelho estava para a revolução cultural chinesa. São mitos. Nada mais. Valem pouco ou nada, mas “A Bola” funciona um pouco como a Sé de Lisboa: já ninguém a consulta, mas sentimo-nos todos um bocadinho melhor porque ela existe!
Dizia eu que “A Bola” limita-se a ser um órgão de campanha do Benfica. Lê-se o jornal com a mesma ânsia inquisidora com que devoramos o “Povo Livre” para saber o que pensa o PSD ou o “Avante” para conhecer as posições políticas do PCP. Vale por isso.
Mas tenho para mim que a fúria panfletista do jornal acaba por prejudicar o clube encarnado. De memória, recordo por exemplo que Akwá já foi o novo Eusébio, Padinha já foi o novo Carlos Manuel, Rui Baião estava a destinado a fazer esquecer Rui Costa, Hugo Leal era o novo menino-prodígio do futebol benfiquista, Bruno Caires tinha tudo para fazer esquecer Elzo e por aí adiante. Há dois verões, o defesa brasileiro Cristiano, contratado ao Beira-Mar e autor de uma senhora pré-época, conseguia finalmente fazer esquecer os anos goleadores dos defesas Mozer, Ricardo e Aldair. Este Verão, a honra propagandística coube a Beto, outro craque recrutado ao Beira-Mar e que, segundo José Manuel Delgado, fazia lembrar Makelelé. Até fazia, se o Makelelé tivesse cabelo louro, fosse desengonçado, não pudesse com uma gata pelo rabo ou não tivesse a mínima noção do que devia fazer em campo. Parecendo que não, há poucas diferenças entre ambos.
O mais recente prodígio chama-se Rui Nereu. Terão os leitores benfiquistas paciência, mas Nereu é o maior desastre público desde que os Delfins anunciaram que não terminariam a carreira. No ano passado, na obscuridade dos juniores, custou ao Benfica o título com uma exibição desastrosa. Mas, para “A Bola”, ele é um menino-feito-homem, com a audácia de Bento e a segurança de José Henrique. Até ao dia – espera-se que próximo – em que o menino-feito-homem custar pontos decisivos. Aí, “A Bola” apressar-se-á a enterrar Nereu e a enfatizar um qualquer desgraçado que milite nos juvenis. Em nome da propaganda, os nomes serão sempre devorados, mas a glória do Benfica resiste no papel. Ámen.

24 Comments:

At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Anonymous Juvenenodisse...

Bulhão, essa abordagem à Valentina Torres encheu-me de satisfação, por perceber que és espectador de um grande programa televisivo, que seguramente te aumenta a auto-estima e o intelecto.
Estou feliz por ti e o Sancho também, ao perceber que tem um companheiro tão multifacetado, que fala desde Lenine a Valentina Torres com a mesma propriedade.
GRANDE BULHÃO, recolhamos assinaturas para levar este "monstro" a Presidente da República, porque tal como Cavaco, também está afasatado dos partidos, à moda de Salazar.

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Anonymous Simelão da iaquintadisse...

Bolhão, para variar concordo consigo no que ao Nereu diz respeito!
A prosa sobre a Bola tb está boa. Mas a explicação é simples. Capas com o Porto ou o Sporting não vendem jornais. São clubes pequenos que não têm influência nas vendas! Lamento mas terá de continuar a comprar o jornal do Sporting para ver a lagartagem na capa.
A não ser que a falência chegue mais cedo que o previsto. Aí vão ter capa certamente! Qual é o lampião que não gosta de ver a desgraça da lagartagem!

Quanto ao Nereu... acho que esta noite - será a grande noite para ele - vai mostrar se vale alguma coisa...

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Blogger Lars o Kirkdisse...

Caro Simelão da Iaquinta,

Já assinou a petição?

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Anonymous Litodisse...

Irónico, mas sem o benfica tb este blog ñ existiria...

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Blogger Lars o Kirkdisse...

Caro Lito,

Já assinou a petição?

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Blogger Bulhão Patodisse...

Confirmo com veemência. Sem o Benfica, este blog não existiria. Sem "A Bola", também não. Sem Vale e Azevedo, Luís Filipe Vieira, o Barbas, Jorge Máximo, Valentina Torres, os DZRT, João Catarré, a filha do Nené, o Álvaro dos seis dedos, o Shéu dos quatro, Vítor Baía e César Peixoto… também não. A todos, o nosso agradecimento.

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Blogger agruras do passadodisse...

Sr. Lars o Kirk, por favor dedique-se só à malária deixe o futebol para quem percebe...

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Anonymous Juvenenodisse...

Percebi, agruras do passado, as razões por que nuca falas de futebol, é que disto não percebes uma beata, apesar de reconhecer em ti uns dotes de poeta com alguma frustração por não ter chegado longe nessa área.
Fala com o Octávio Machado e tenta a agricultura, um homem nunca deve desistir.

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Blogger agruras do passadodisse...

Caro amigo "Venenoso",

Para isso era preciso que eu fosse homem..., mas como bom rato que sou (ou julgavas que era mulher, isso nunca)posso desistir quando me apetecer. Infelizmente para ti, agora apetece-me mesmo é lixar-te a cabeça... Lá porque estás ou estavas envolvido nas escolas dos lagartos não faz de ti um homem da bola... Podes, eventualmente perceber alguma coisa mas pouco.

Deixa lá: "um homem nunca deve desistir".

Continua a mandar panfletos, pode ser que consigas, um dia... quem sabe, falar a sério com os homens da bola e possam fazer de ti um boleiro de verdade.

Até lá, daqui o rato mais famoso do passado... O Agruras

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Blogger Lars o Kirkdisse...

Caro Agruras do Passado,

Já assinou a petição?

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Anonymous Juvenenodisse...

Caro agruras (tristezas, lamúrias, etc...) do passado.
Não falo com os gajos da Bola, porque esses estão conotados com aquela CERCI que existe em frente ao Colombo que tem um pássaro e um chimpanzé à porta, mas já estou a envidar esforços para começar a falar com o Record e com o Jogo.
Quanto a ti, suspeito que nem o Octávio te quer para agricultor, porque de Bola estamos conversados... não pescas uma coroa!

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Blogger Bulhão Patodisse...

Interessante e promissor este ramo de conversação.

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Blogger agruras do passadodisse...

Sr. Lars o Kirk,
Não assino petições que vanglorizam presidentes corruptos, sejam eles futeboleiros ou outros...

Sr. "Venenoso",
Esperava que comentasse de uma forma mais polida.

É verdade que temos um pássaro à entrada, por acaso uma das aves mais emblemáticas da natureza: a águia (caso não perceba muito de zoologia). No entanto, falou num outro animal do qual não tenho conhecimento.

Os chimpazés sei que existem no jardim zoológico e na natureza em geral, mas no nosso estádio deconheço a sua presença. Se, por ventura, estiver a falar do suposto rei Eusébio, tenho a dizer-lhe que de bêbados não reza a história, qualquer um faz tão bem ou melhor que ele. Se não for disso, desconheço do que fala.

Que eu saiba o seu clube também existem e existiram lendas futebolisticas parecidas fisionomicamente com o senhor da estátua na entrada do nosso clube (Liedson, que dizem resolver, mas acho que ele vai resolver é sair do vosso clube; M'penza; Rogério; Jordão; Manuel Brito; Osvaldo Silva; Mascarenhas...).

Espero que o gatinho da vossa entrada se dê bem com a chuvinha que cai na rua... Ou espera, ele já não está lá pois não?!

Pode ser que volte...!

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Anonymous Simelão da iaquintadisse...

Se não fosse o ppl do Benfica este blog tinha menos gente que um cemitério à noite!

Os lagartos só são muitos quando se reunem á porta da SAD para correrem com o presidente e o treinador e mandar pedradas no próprio autocarro. Tudo malta finesse, educados no S. João de Brito e que não cospem para o chão.

Cospem para o ar... em dias de pouco vento...

Lamento informar mas vou estar ausente esta semana. Só vos volto a melgar na segunda-feira. Mas vou ter saudades vossas, lagartagem malvada!

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Anonymous Juvenenodisse...

Agruras, já vi que percebes de animais (milhafres, gansos-patolas, periquitos, etc...) e que abominas os bêbedos, do qual concordo contigo ao dizeres que o principal expoente da bebedeira no clube da tasca é mesmo o Eusébio, contudo mais uma vez provaste que não percebes nada de bola.
O Manuel Brito também joga com a mão como o Vata (lembraste???), mas não jogava futebol, jogava andebol e poracaso muito bem
Continua a tentar, pode ser que acertes alguma, eu sei que é difícil mas não desesperes.

 
At quarta-feira, 02 novembro, 2005, Blogger agruras do passadodisse...

Ok, Juveneno!

Desta vez acertaste... Engano meu... Mas não vou descansar enquanto não acabar de te moer a mioleira toda...

 
At quinta-feira, 03 novembro, 2005, Blogger Pedro Nogueiradisse...

Brilhante!!! Que belo blogue!!!

 
At quinta-feira, 03 novembro, 2005, Blogger Bulhão Patodisse...

E depois do jogo com o Villareal…

Nereu, Nereu, do clube dos seis milhões
Capacita-te que hoje em dia já só ganhas a feijões.
Não ligues a quem te insulta, nem a quem te chama frangueiro.
A verdade é que, para nós, foste um puto bem porreiro!

 
At quinta-feira, 03 novembro, 2005, Blogger Lars o Kirkdisse...

Caro bulhão Pato,

Permita-me a correcção:

Ricardo dá frangos
Moreira comete lapsos
Baía sofre golos

Nereu... tem responsabilidades...

 
At quinta-feira, 03 novembro, 2005, Anonymous Juvenenodisse...

Boa presença de Trás-os-Montes na Liga dos Campeões.
Força Villareal, estamos contigo.

 
At quinta-feira, 03 novembro, 2005, Blogger Sancho Urracodisse...

Os meus sinceros parabéns, Bolhão, desta vez acertaste! Até que enfim que, ao menos uma vez na vida, as previsões bateram certo. Mas, admitamos, também não era difícil adivinhar que a nova, futura e ex-coqueluche encarnada iria espalhar-se ao comprido com os factos da vida real, perdão, villarreal...

 
At quinta-feira, 03 novembro, 2005, Blogger Bulhão Patodisse...

E se escrevesses alguma coisa, ó Amélia?

 
At quinta-feira, 03 novembro, 2005, Anonymous Apredisse...

Pela 1ª vez um tiro certeiro, Bulhão!!

 
At quinta-feira, 03 novembro, 2005, Anonymous Juvenaldisse...

Sancho, apesar de te ofenderem chamando-te de Amélia não desistas, tu és dos bons, daqueles que odeiam lampiões e nunca se juntam a eles.
Estou solidário contigo e com todos os transmontanos que ontem torceram pelo Villarreal.

 

Enviar um comentário

<< Home