Mãos ao ar

Blogue de discussão desportiva. Qualquer semelhança entre este blogue e uma fonte de informação credível é pura coincidência e não foi minimamente prevista pelos seus autores. Desde já nos penitenciamos se, acidentalmente, relatarmos uma informação com um fundo de verdade. Não era, nem é, nossa intenção.

quinta-feira, outubro 20, 2005

Carregue no Botão para se Autodestruir

Era uma vez um efemeróptero, insecto peculiar, pouco maior do que um dedo do Álvaro Magalhães, que fazia a sua vidinha no rio Danúbio. Ora este efemeróptero, como todos os parentes da sua criação, tinha a aborrecida particularidade de viver a cem à hora. Eclodia, apressava-se a copular e morria ao fim de poucos minutos. Era pouco tempo de vida, bem entendido, mas estas coisas dos insectos funcionam muito à base de cunhas e o efemeróptero, está bem de ver, estava mal relacionado. O seu ciclo de vida era mais efémero do que o êxtase do Secretário nas velhas noites da selecção nacional. Embora, ao que dizem, o efemeroptero não decepcionasse ninguém. Proeza de que nem todos se poderão gabar...
A epopeia relâmpago do efemeróptero já foi sobejamente descrita pela ciência, mas submeto, perante o vasto auditório, que o Sporting é o primeiro clube desportivo que vejo com vontade de a aplicar, extrapolando para o desporto o mesmo ciclo de vida aventuroso dos adoráveis insectos. É aliás fenómeno que gostaria de ver estudado com argúcia.
Expliquemos: que outro clube consegue em três meses destruir a equipa de futebol que tão bem jogara na época passada e a transforma numa amálgama de mortos-vivos indignos, até, de figurar num vídeo clip do Michael Jackson? Que outro clube deixa partir os seus melhores dirigentes sem pestanejar? Que outro clube abdica dos seus jogadores mais prestigiados e lhes dá uma sapatada ao fim de longas épocas de trabalho? Poucos, admitamos. Mas, só por si, estes casos não chegam para substanciar a minha tese.
Que outro clube vende o seu pilar do meio campo no último dia do prazo de inscrições sem acautelar a sua substituição? Que outro clube desperdiça em quatro jornadas uma vantagem de oito pontos sobre o rival - depois, até, de lhe ter ganho? Em que outro clube dois jogadores andam à batatada e o presidente acha tudo normal? Em que outro clube os jogadores substituídos mandam o treinador levar aqui e acolá sem receberem castigos exemplares?
A lista prossegue, monótona, como um inventário científico. Em que outro clube o presidente insulta as claques ao domingo, o responsável da SAD janta com eles à quarta-feira e ao domingos eles voltam a insultar a direcção do clube? Em que outro clube a lista de indisponíveis por maleita muscular supera largamente a dezena de jogadores desde o início da época? Em que outro clube o treinador chora baba e ranho quando decide sair? Em que outro clube o presidente sugere que as decisões por ele tomadas foram impostas por um bando de rufias? Que outro clube chega a Outubro sem treinador, presidente, director desportivo, administrador, telefonista e guarda-nocturno?
Admitamos, sem reservas, que o Sporting é pior do que um monge franciscano: flagela-se sem parar e retira das chibatadas intenso e vigoroso prazer. O clube atravessa uma rápida fase de belenensização, perdendo perigosamente fatias consideráveis da massa associativa e esbanjando oportunidades sucessivas de marcar pontos desportivos. Como o proverbial efemeróptero, conseguimos fazê-lo sozinhos, sem ajuda dos adversários, num notável exercício de autodestruição regular.
O FC Porto ou o Benfica não precisam de agir - na sombra ou às claras. O Sporting implode como as torres de Tróia. Peço por isso encarecidamente que alguém carregue no botão de autodestruição de uma vez por todas. É menos doloroso e sempre se fecha um ciclo com 100 anos (verdadeiros, sem fraudes históricas). Os números redondos impressionam mais nas lápides funerárias.

24 Comments:

At quinta-feira, 20 outubro, 2005, Blogger Bulhão Patodisse...

Como ditadores de pacotilha que inegavelmente somos, impusemos um black-out aos utilizadores não registados no Blogger nos últimos dias. Amadurecida a ideia, e depois de intensas queixas da Diana Andringa, dos Repórteres sem Fronteiras, do sôr Zé da leitaria e da esposa do Sancho, reabrimos a comporta do pensamento, certos de que os leitores serão respeitosos e bajuladores. Os outros, os sérios e independentes, de todo o modo, já aqui nada vinham fazer. Este blog não é claramente para eles. Cumprimentos cordiais da gerência.

 
At quinta-feira, 20 outubro, 2005, Blogger bolopostedisse...

São, de facto, um clube diferente.

 
At quinta-feira, 20 outubro, 2005, Blogger Apredisse...

Os jogadores , os verdadeiros culpados lá continuam, os Liedsons-não-me-apetece-jogar-derbys-deixa-cá-levar-um-vermelho-ou-5º-amarelo-para-ír-de-férias-uma-semana-ao-Brasil, e o Beto lá continuam.

E o Ricardo a minar por dentro como fizeste tu Bulhão nos finais dos anos 80 quando lá estiveste a por sebo nas chuteiras do Pacheco,e amudar as lentes do Veloso para eles perderem as finais da LC.

Quanto ao Sporting se tornar cada vez mais num Belenenses, sugiro a fusão dos dois clubes e adoptar como um simbolo, um Leão com uma Cruz às costas.

 
At quinta-feira, 20 outubro, 2005, Blogger Leão Verdedisse...

Ó Apre essa do Leão com uma cruz às costas é brilhante!!!!!!

 
At quinta-feira, 20 outubro, 2005, Blogger El Ranysdisse...

Caro Bulhão,

Agradeço, desde já, a inserção do "Revisão da Matéria" ali ao lado, na categoria "blogs imparciais". Nada mais avisado...

Se as "papoilas saltitantes" resistiram ao Vale e Azevedo, não seremos nós capazes de resistir a isto?

Guardemos o botão de autodestruição para o dia em que o Octávio Machado regressar ao Sporting. Aí, sim, nada nos vai salvar.

 
At quinta-feira, 20 outubro, 2005, Anonymous Juvenenodisse...

Apre deixa-te desses comentários patéticos porque o teu clube não é o quarto grande de Portugal mas sim o quarto grande de Lisboa, depois do Sporting, do Atlético,do Oriental e do Casa Pia.
A tua sorte é que o teu clube é formado por uma massa associativa jovem, em que o mais novo na bancada tem 114 anos.
Belém para a segunda, precisam-se de 7.500 assinaturas para oficilizar este pedido junto das instâncias superiores, não percam esta oportunidade.
Para o Bulhão, se calhar também ele com devaneios de pastel autocrático, como o saudoso Américo Tomás, saúdo-o pelo regresso da democracia a este espaço.

 
At quinta-feira, 20 outubro, 2005, Blogger Bulhão Patodisse...

Amigo Juveneno. Quando eu falei em leitores respeitosos e bajuladores autorizados a comentar neste espaço tinha uma atitude mais submissa em frente.
Ora ao levar bordoada logo no primeiro comentário de um leitor não registado fico com a nítida sensação de que o lápis azul vai ser preciso dentro em breve.

 
At quinta-feira, 20 outubro, 2005, Anonymous Jonathandisse...

Ó Bulhão. Este post só comprova o k eu já pensava: tu és completamente louco.

 
At quinta-feira, 20 outubro, 2005, Anonymous Apredisse...

Ò Juveneno, eu mandava-te ires ler a entrevista ao Peseiro que o levou à demissão, depois da SAD tb a ter lido no Apre, mas acho que não ias aguentar. É que eu sou o mais novo dos adeptos Belenenses e com os meus 114 anos aguento melhor crises de resultados que tu.

 
At quinta-feira, 20 outubro, 2005, Blogger Bulhão Patodisse...

Lindo. Foi para albergar controvérsias como esta que nasceu a Internet. Para que não restem dúvidas, Juveneno: gosto muito do Belenenses, meu segundo clube por afinidade. Já a referência ao Americo Tomás parece-me descabida: já viu a lista dos presidentes do seu clube nas décadas de 1960 e 1970? Notórios antifascistas, certo?

 
At quinta-feira, 20 outubro, 2005, Anonymous Juvenenodisse...

Para o Apre e para o Bulhão Pato:
Juro que a minha antipatia pelo Belenenses, clube nascido num banco de jardim de Belém muito solicitado para práticas pedófilas, segundo leio nos media deste país, é enorme. Por isso, garanto-vos quanto mais me falam do Belenenses mais gosto do Loures, Odivelas, Vialonga e Camarate, os vossos verdadeirosd rivas.
Para o amigo Bulhão! Isso de ser do Sporting, dos vizinhos do Centro Comercial Colombo e dos rapazes que habitam em frente à Trafaria é sem dúvida uma tarefa hérculea, mas só ao alcance de um verdadeiro troca tintas da bola.
P.S.) Belém para a 2ª, Bulhão para a 3ª!!!

 
At quinta-feira, 20 outubro, 2005, Blogger red_labeldisse...

Post´s bem mais interessantes q os 1ºs....é a vida....

 
At quinta-feira, 20 outubro, 2005, Blogger Bulhão Patodisse...

Caro Juveneno, são comentários como esse que me despertam vontade de aplicar os métodos de Pinochet a alguns utilizadores deste blog. O meu amigo, garanto-lhe, tinha direito a tratamento especial.
E pela última vez: joguei no Benfica, mas nunca fui benfiquista. Afinal de contas, o Ricardo e o Peseiro também representam(aram) o Sporting e são mais vermelhos do que uma malagueta. Aliás, os serviços que ambos prestaram ao seu clube falam por si.

 
At quinta-feira, 20 outubro, 2005, Blogger Guitarristadisse...

Um abraço de sincera compaixão e uma pontinha de sentimento misericordioso para todos os sportinguistas. A piedade é um sentimento nobre! Pelo menos, é o que diz na Bíblia. De resto, parece-me que o amigo Bulhão, a brincar a brincar, explicou bastante bem a situação. O Sporting não se limitou a ir caindo num buraco. O Sporting mergulhou e já estava lá no fundo ainda nem o buraco fora escavado! Agora, felizmente, tomaram-se medidas de modo a concretizar toda a falência (de clube, não financeira) em harmonia: a juntar à atitude suicida reinante, conseguiram finalmente reunir um sem número de condições propícias ao descalabro final.

 
At sexta-feira, 21 outubro, 2005, Anonymous Juvenenodisse...

Apraz-me muito que o general Pinochet seja aqui focado, confidenciaram-me até que em miúdo foi um bom jogador de futebol, quiçá melhor que o Rodrio Tello e o Pinilla, ou parafraseando LFV, melhor que ambos os dois

 
At sexta-feira, 21 outubro, 2005, Anonymous Jonathandisse...

Neste blogue fala-se de tudo menos de futebol. Ainda não percebi, Bulhoaõ. És de esquerda ou de direita?

 
At sexta-feira, 21 outubro, 2005, Anonymous Juvenenodisse...

Jonathan, posso confidenciar-te que recaem fortes suspeitas neste Bulhão Pato, que me disseram ser um bufo da PIDE no tempo do regime do António de Santa Comba Dão, para após o 25 de Abril se ter tornado num comunista ortodoxo até 1975 e logo após o Verão Quente se voltar a converter num perigoso homem de extrema-direita com sucessivas perseguições a chineses e monhés no Martim Moniz.

 
At sexta-feira, 21 outubro, 2005, Blogger Lars o Kirkdisse...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At sexta-feira, 21 outubro, 2005, Blogger Lars o Kirkdisse...

Caros consócios, adeptos e simpatizantes do Sporting Clube "Os Belenenses":

Ao constatar a presente crise de liquidez financeira do nosso clube, venho por este meio propor a doação integral em regime benemérito, à empresa Belensporting S.A.D., das receitas obtidas através da alienação de:

1. bilhete de época para o Estádio José de Alvalade, pertença de Bulhão Pato
2. artigos constantes da alinenação do espólio sportinguista, pertença de Lars o Kirk
3. espólio de vídeo (VHS) compilado desde 1982, sob o título Desastres do Benfica, pertença de Bulhão pato

(Nota: para mais detalhes vide post “Vende-se” e respectivos comentários.)

Tal, estou certo, permitirá um encaixe financeiro que permita alimentar esperanças de um resultado positivo na tentativa de contratação, ao AEK da Grécia, do preparador físico João Aroso.

Saudações Leobelenensinas

 
At sexta-feira, 21 outubro, 2005, Anonymous Conandisse...

Os 5000€ que vou pagar pelo poster do Cadete não vão ser desperdiçados no Sporting Clube "os Belenenses".
Proponho que este montante seja todo investido em algo mais metafisico, como por exemplo, na Ritinha.

 
At sexta-feira, 21 outubro, 2005, Blogger Bulhão Patodisse...

Caro Jonathan. Respondendo à sua pergunta, eu sou esquizofrénico. Por isso, tenho dias!
Quando eu e o Sancho pensámos no Mãos ao Ar, imaginámos que este blog seria um espaço apartidário, independente e apolítico. Mas saiu isto. Lamento.D

 
At sexta-feira, 21 outubro, 2005, Anonymous Juvenenodisse...

Força Rio Ave, vamos comer os pastéis e deixem-se dessa conversa de alianças.

 
At sexta-feira, 21 outubro, 2005, Anonymous Apredisse...

Caros Juveneno e Bulhão,

Considerando que disse que o Belenenses foi criado num banco de jardim hoje utilizado quiça para práticas pedófilas, não me restou outra alternativa que não fosse pensar nas crise Leonina, com o espirito construtivo na procura de soluções para o Sporting, que utilizei para post...

É um bocado violento e extremista, mas está no padrão adoptado em alguns comentários (do Juveneno).

Não vejam isto como vingança, tentem ver o lado positivo...

 
At sexta-feira, 21 outubro, 2005, Anonymous Juvenenodisse...

Apre, desculpa não consultar o teu blog, porque eu sou um perigoso extremista em relação ao Belenenses, passando a informar-te que para mim Lisboa acaba em Alcântara (FORÇA ATLÉTICO):
De qualquer forma, após me terem informado do conteúdo do teu post, descansa que de quedas de avião estão os pastéis livres, já que o mais longe que vão, e é de carroça, é a Badajoz para comprar caramelos. São um clubezeco com um passado pidesco.

 

Enviar um comentário

<< Home